sábado, 9 de setembro de 2017

E se você precisasse fugir do furacão?

Sábado, 9/9/17, a Flórida aguarda apreensiva a chegada daquele que pode ser o maior e mais destrutivo furacão de todos os tempos. Governador e presidente decretaram estado de emergência, ninguém ao certo sabe o que pode acontecer se esse furacão atingir a central Flórida com toda a força que está parecendo ter. Milhares de pessoas estão rumando ao norte em busca de regiões mais seguras, nesse momento não há mais hotéis na Georgia, Alabama, Carolina do Sul e mesmo na Carolina do Norte os quartos são escassos.

Os americanos sabem muito bem como lidar com furacões, as crianças são ensinadas desde cedo na escola como sobreviver à catástrofes naturais, todos se preparam, existem alimentos e outros suprimentos próprios para esses momentos de crise (viva do capitalismo opressor!!!). Claro que enxergo um certo lado negro disso: todo furacão que ameaça chegar perto do país a mídia transforma imediatamente em "a maior tempestade da história" (mas isso não poderia ser diferente, jornalismo é a profissão mais leviana após a "profissão" de político) e imediatamente os americanos disparam rumo a latas de chilli, packs de 30 água de meio litro por $1,99 e baldes de peanut butter. O consumismo americano é realmente algo impressionante e me incomoda, por outro lado quase ninguém noticia que a JetBlue oferece qualquer passagem de saída da Flórida por 100 dólares, as Turnpike estão com pedágios liberados e quase ninguém se aproveitou da crise para aumentar preços (o que foi visto com mais frequência, pasmem, em mercados brasileiros e latinos).

Mas não é sobre a tragédia anunciada nem sobre os possíveis aproveitadores ou solidariedade americana que venho falar hoje, também não vou entrar no mérito que o Brasil "é um paraíso sem catástrofes naturais" e sim fazer uma pergunta e estimular a reflexão:

E se você precisasse fugir do furacão? Digamos que um furacão está se aproximando da sua região e você precisa evacuar imediatamente sua casa, levando somente o importante e sabendo que há um sério risco de quando voltar não ter mais nada do que você está vendo ao seu redor nesse momento. O que você faria?

Me peguei fazendo essa pergunta pra mim mesmo e confesso que mesmo pra alguém objetivo e pragmático como eu é um assunto bem difícil, bem complicado decidir, sem contar o fato que não tenho o menor preparo para lidar com uma situação como essa (seria mais útil ensinar como se preparar para uma fuga ou fórmula de Báskara?). Bem, tenho algumas coisas a meu favor: o estilo de vida minimalista, o controle financeiro e o foco no que realmente importa. Vamos destrinchar isso...

Ser minimalista significa que tenho poucas coisas e que as coisas que tenho não são coisas "sagradas", não tenho muito apego material. Talvez essa seja a característica principal que me faria obter sucesso num momento de fuga. O apartamento onde moro é alugado mas levando em consideração que fosse próprio o sentimento seria o mesmo: "o seguro paga!", foda-se! Se inundar, parede mofar ou desabar, foda-se, só espero o cheque da seguradora. Meus móveis são todos das Casas Bahia ou de segunda mão, com 5k mobilio minha casa inteira novamente, dinheiro esse que não me faria muita falta na altura do campeonato. Não tenho joias, coleções, eletrônicos caros, nada disso. Se precisasse fugir hoje, pegaria Bia, o cachorro, comida, colocaria os documentos numa caixa e pronto, mudança feita sem deixar muita coisa relevante pra trás. O minimalismo além de facilitar minha fuga me ajuda a não ficar tristinho por perder coisas.

Controle financeiro: tenho sempre 3k em espécie em casa. Me julguem! Sim, tenho dinheiro vivo depreciando no fundo de uma gaveta (ops, contei o esconderijo, rsrs!). "Ah Corey, pra que isso, deixa na poupança, mimimi" Brother, sabe esses programas gringos que passam no Discovery onde nêgo se prepara para os mais variados tipos de apocalipse, desde colapso econômico até invasão de zumbis? Pois é, esses caras são os loucos até que o Rick comece dar tiros por aí com sua 45... Foda-se, ter cash me deixa tranquilo, trás uma paz de espírito legal e o mantenho. Na fuga do furacão me arrependeria de não ter 10k invés de 3... Além disso poderia ficar meses sem trabalhar por saber que não teria problemas financeiros, a busca pela simplicidade e automação me levou a colocar tudo no débito automático/automatizado, portanto poderia continuar dias e dias longe de casa e continuar com as contas pagas... Percebem onde quero chegar? A tal da IF que muitos imaginam como o gatilho para "Parar de trabalhar" assume aqui seu real papel: trazer tranquilidade.

O foco naquilo que importa tem a ver com o minimalismo. O que realmente importa pra mim no dia de hoje? Minha família. Quem é minha família? Bia, eu e o cachorro, nada mais. Tenho foco, cuido daquilo que é importante pra mim, não disperso energia e foco no que é irrelevante. Pais e demais familiares, amigos e colegas? Se virem, tenho uma família pra cuidar. Egoísmo? Sem dúvida! E quem foi que estabeleceu egoísmo como algo ruim? Quanto mais você dispersa energia, mais longe de alcançar seus objetivos você fica, e isso é óbvio, mas muita gente não se dá conta de onde está desperdiçando essa energia... Engraçado como sou extremamente liberal para umas coisas e conservador, ou mesmo retrógrado para outras. Ser Homem (com "H", ou o famoso homão da porra), não tem a ver com músculos ou BMWs e sim como fidelidade (no sentido amplo da palavra) e compromisso com aquilo que se propõe a criar e nada, absolutamente nada, deve ser mais importante que sua família, e família não é necessariamente pai, mãe e irmãos. Família são aquelas pessoas que estão DO SEU LADO, todo o tempo, que estão lutando com você por seus objetivos, que são nada mais que a extensão do seu corpo, são aquelas pessoas que estão 100% com você, que entram na briga batendo no seu adversário mesmo sem saber o lado certo... Família pode ser seu pai e mãe, sua esposa (como é meu caso), seu roommate ou simplesmente você mesmo, muita gente seria muito mais feliz e próspera se entendesse que não há ninguém do seu lado e que está sozinho pra lutar o que não necessariamente é ruim ou desvantagem... Jamais fique preso a relacionamentos tóxicos, seja com quem for: pai, mãe, irmão, esposa... não deixe outras pessoas te afogarem, não carregue âncoras. O oposto também é verdade, uma vez que você encontrou alguém pra lugar com você SEMPRE, agarre-se a essa pessoa com unhas e dentes. Perceba que os maiores homens da história possuem casamentos sólidos, perceba isso aqui mesmo na blogosfera, veja que os blogueiros mais top são casados e possuem relacionamentos excepcionais com suas esposas. A união faz a força e isso não é um jargão besta.

Sei que viajei na maionese, mas esse rodopio todo é pra dizer que se precisasse fugir do furacão (apocalipse zumbi ou terceira guerra mundial) nesse exato momento, colocaria Bia, o cachorro, documentos e minha grana num carro/avião/barco/bicicleta e iria pra onde fosse possível, faria o que fosse possível pra protege-los sem olhar para trás ou para os lados. Esse furacão já me ensinou uma lição: homem que é homem deve estar preparado sempre, pra tudo. Peço a todos aqueles que possuem algum tipo de fé para que orem/rezem para as vítimas do furacão e para que a destruição seja pequena, forte abraço!

67 comentários:

  1. Muito legal Corey! Inspirador.
    Disperso muito energia com o desnecessário. Espero ser uma pessoa melhor ao acordar amanhã e tentar ter foco no que realmente importa.
    Eu estava perdido em uma decisão; seu post me ajudou a tomar uma decisão.
    Continue firme com o Blog!
    Grande Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu anônimo, fico feliz em influenciar pessoas de maneira positiva, boa sorte na sua decisão, abraço!

      Excluir
  2. Vc tem algum tipo de fé Corey?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. https://coreyinvestidor.blogspot.com.br/search?q=religi%C3%A3o

      Embora tenha mudado um pouco desse post pra cá, o alicerce da minha fé é o mesmo.

      Excluir
  3. Vamos lá, desde que eu comecei a minha dieta de informação eu parei de acompanhar sobre a tragédia alheia, fiquei sabendo agora do furacão Irma.
    Vamos lá, concordo plenamente quando você diz que homem que é homem está preparado para “tu-do”. Muitas vezes eu penso que a minha missão de vida é corrigir o erro dos outros e impedir que problemas aconteçam.

    Dinheiro é o canivete suíço para a resolução da maioria dos problemas. Então para um apocalipse zumbi, ataque alienígena, furacão, maremoto. Ter uns trocados na conta bancária ajuda. E esse é um sacrifício que todo homem deve fazer: ter dinheiro de altíssima liquidez. É aquele dinheiro que está na poupança ou debaixo do colchão (“conta caixa para fins particulares”).

    Além do dinheiro tem um outro fator que considero importante: usar o tempo ao próprio favor. Funciona assim, quanto mais tempo você tem, maior é a sua condição para estar preparado para algo. O preparo das providências ao saber que um furacão irá atingir daqui a algumas horas é diferente sabendo que ele irá atingir daqui a alguns dias.

    O último elemento que considero importante para sobreviver a catástrofe é a inteligência, já vi pessoas passarem por catástrofes pessoais, com tempo e dinheiro, mas não agiram com inteligência para o problema.
    Agir com inteligência é a condição do indivíduo para sobrepujar o problema independente de qual ele for.

    Que vocês sobreviam aos “furacões pessoais”,
    Maluco

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala Maluco!

      Desde sempre falo sobre a importância da dieta de informação e tb a pratico muito, porém tenho muita proximidade com os EUA por ter amigos que moram lá, ser um lugar que sempre viajo, Orlando é uma cidade onde ando sem GPS, é quase minha segunda casa, rsrs! Então é natural ter mais contato com esse tipo de informação.

      Comparar dinheiro com canivete suíço é perfeito, é bem isso mesmo, dinheiro sempre quebra galhos. O que vc disse sobre tempo é algo muito sensível tb, quanto mais tempo pra se preparar, melhor é.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  4. Excelente post! Especialmente porque consegui me identificar com ele em varios aspectos.
    Eu passei muito anos da minha infancia e adolescencia na Florida. Sobrevivi alguns furacoes sem grandes danos. O medo que predomina o momento exato em que o furacao esta passando pela sua cidade é algo que só quem passou sabe. Nunca tive que evacuar, mas passei por uns bem fortes. Uma vez caiu uma arvore em cima do carro dos meus pais. Outra vez, boa parte do telhado foi embora com o vento. Porem, todas as vezes, passei pelos furacoes junto aos meus pais, conversando e dormindo durante as horas sem energia, com o vento assoviando nas janelas e a chuva esmurrando o mundo nossa casa.
    O mais incrivel é que nos EUA as coisas funcionam. O furacao vinha, destruia tudo, e em 3 dias tudo estava de volta ao normal. O preparo da populacao e do governo para lidar com a situacao é inacreditavel. Os 3 dias que falo não é exagero. Energia sempre voltava, semaforos, agua, gasolina... td normal apos 3 dias. As empresas de seguro se mobilizavam para reembolsar ou consertas os dados.
    É dai que vem a ideia de primeiro mundo. Aqui no Brasil, sem desastres, nada funciona. É lamentavel.
    Esse foi o primeiro ponto. Segundo ponto é o que vc disse sobre familia. Acredito muito em familia e no valor que ela tem. Sou casado, com um filho e um baita relacionamento bom com meus pais. E definitivamente isso vale qlqr dinheiro que eu poderia acumular. Estaria disposto a dar todo ele pelo bem da minha familia. Em casa de desastre, dinheiro fica pra tras facilmente e levo comigo só minha familia.
    Por ultimo, pesquise sobre bug out bag. Tenho montado uma. Minha esposa me acha idiota por fazer isso, mas é idiota até precisar. Se nao precisar, é só uma mala parada no armario pela perpetuidade, rs. Eu tbm ja combinei ponto de encontro com meus pais e esposa em caso de desastre. Nao custou nada tbm. As pessoas fazem seguro disso e daquilo, mas nunca param pra pensar num cenario de desastre de verdade. Nao custa nada fazer um exercicio intelectual de vez em quando e se planejar para situacoes hipoteticas.
    Comecei meu blog recentemente, mas vou aos poucos conversando sobre tudo isso por la, pois acho que sao topicos bem interessantes.
    Gostei bastante do seu post!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cara, excelente relato sobre a realidade, obrigado por compartilhar.

      Se vc tem uma relação nota 10 com seus pais, ótimo, mantenha-os ao seu lado sempre. Não posso dizer o mesmo já que no meu caso a relação se desgasta a cada dia, o amor diminui a cada dia (se é que ainda existe)... Nesse caso não vale a pena investir tempo e energia nesse relacionamento.

      Como disse, vc é o louco até precisar, até a merda ser lançada no ventilador. Como disse são atitudes simples que podem ser tomadas imediatamente e que possuem custo baixíssimo, ou seja, não há pq não fazer.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
    2. Ótimo comentário, FC!

      Só um adendo aqui: "Aqui no Brasil, sem desastres, nada funciona. É lamentavel. "

      Como aqui não tem desastres? E as enchentes anuais no Rio e com menos frequência em outros lugares? E o desastre de Mariana? E a "seca" causada pelo monopólio estatal da água?

      Aqui tem bastante desastre natural. Só que tem gente que andou desviando a verba para isso e foi parar em malas dentro de um apartamento.

      Abçs!

      Excluir
    3. Olha uma Bug Out Bag:

      http://hiconsumption.com/2015/07/bug-out-bag-essentials-checklist/

      Não somei o preço, mas sai uma fortuna.

      Acredito que dê pra selecionar melhor o contéudo.

      Abçs!

      Excluir
    4. Fala II!
      Quis dizer que não temos desastres naturais. Toda desgraça que acontece por aqui é consequência direta das nossas próprias ações.
      As enchentes do RJ são um problema apenas devido a forma que lidamos com a natureza e não consideraria um desastre natural (seria mais um acontecimento natural). Mariana e monopólio de água também não dá pra classificar como desastre natural, né.

      Sobre BOB, tem infinitas maneiras de montar. Eu estou montando aos poucos. Mês a mês algo novo, até um dia ficar completa. Espero nunca precisar, rs.

      Excluir
  5. Assistam:

    Minimalism: A Documentary About the Important Things (Netflix)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Assisti, porém não curti muito... sei lá aqueles caras me parecem forçados demais... Vale um post sobre o assunto.

      Excluir
    2. Também achei. Virou um negócio. Ele viaja os EUA palestrando sobre isso.

      Uma palestra rápida (5 minutos) e legal, é do Graham Hill, na TEDx, falando sobre o apartamento multifuncional que ele projetou.

      Apesar de eu ser contra essas enjambrações, a mensagem dele é legal.

      Corey, com renda passiva cobrindo as despesas, e um certo capital, você considera comprar e vender carros? Ou acha que é algo de alto risco, e burocrático?

      Excluir
    3. Comprar e vender carros é um ótimo negócio pra fazer de maneira informal, conheço gente que ganha a vida a anos fazendo isso porém é necessário ter bastante conhecimento o que não é pra todos.

      Excluir
  6. Muito boa postagem. Incrível constatar que nos Estados Unidos, com tantos desastres naturais, a população se mobiliza, e praticamente não existe o oportunismo. Infelizmente isso não funcionaria no Brasil, imagine se fôssemos atingidos na proporção e frequência semelhantes? FUUUUU...

    Também acho bem interessante o exemplo dos japoneses. Na copa aqui no Brasil, eles mesmos limpavam a sujeira deles nos estádios.

    E sobre "Família são aquelas pessoas que estão DO SEU LADO", nisso preciso concordar 1000%. Possuo familiares que não quero sequer ouvir falar, e pessoas que não são do mesmo sangue e são dignas de minha preocupação.

    Também não sou apegado às coisas materiais. Hoje só preciso do meu notebook, pois nele estão instalados os programas que necessito para minha pesquisa. Se não fosse pelo trabalho que dá configurá-los, dispensaria facilmente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quando acontecem tragédias no Brasil a mídia sempre noticia a tal "solidariedade brasileiras" mas isso nem se compara com o que acontece em países de primeiro mundo. Nesses lugares as pessoas não ficam dentro das casas umas das outras como no Brasil mas se é preciso tem a certeza que um vizinho irá ajudar.

      Sim, família tem mais a ver com afinidade que com sangue.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
    2. Olá QM,

      Sobre essa parte: "Incrível constatar que nos Estados Unidos, com tantos desastres naturais, a população se mobiliza, e praticamente não existe o oportunismo. "

      Existe um certo oportunismo sim. No desastre do Katrina, o número de saques em New Orleans foi tremendo.

      Isso obviamente não minimiza o engajamento da população em ajudar e proteger o próximo.

      Abçs!

      Excluir
  7. cara em Curitiba não estou nem preparado para maior catástrofe de Curitiba e região metropolitana que é a greve de ônibus.

    ResponderExcluir
  8. Saiu uma reportagem sobre minimalismo no G1. As pessoas estão notando cada vez mais o quão desnecessário é ter coisas em excesso. No meu caso, o seu blog me deu força extra para me livrar das coisas inúteis!

    g1.globo.com/pop-arte/noticia/o-prazer-do-desapego-minimalistas-defendem-que-ter-menos-coisas-cria-mais-liberdade.ghtml

    https://www.facebook.com/g1/posts/1786722321379845

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tenho muita coisa sobre esse tema aqui no blog, minimalismo é mais que um estilo de vida, é questão de sobrevivência. Se vc quer ter uma vida tranquila, sem precisar de muito dinheiro e desde jovem, o minimalismo é seu maior aliado.

      Excluir
    2. Acho tudo isso de minimalismo uma grande bobagem. A maioria da população mundial sempre viveu num minimalismo forçado, portanto não há nada de novo nisso.
      Essas matérias e blogs são encheção de linguiça e a gurmetização de algo que sempre existiu.

      Tem muita gente queda adota um estilo simples de vida simplesmente porque não dá conta de viver de forma diferente. Simplesmente isso.
      O cara não consegue bancar muitas coisas não tem saco para acumular dinheiro, então decide viver com pouco mesmo e foda-se.
      O resto é papo furado.

      Excluir
    3. Sim, tem gente que é minimalista pq não tem outra opção.

      Sim, tem gente que é minimalista pq gosta de viver assim.

      Faço parte do segundo grupo.

      Existe gente até que abre mão de comer carne que é um alimento fantástico, logo tudo é possível nessa vida... Cada um sabe o que lhe trás prazer nessa vida.

      Excluir
  9. Os americanos sempre estão apreensivos com algo, seja com o grande terremoto que pode acontecer a qualquer instante na Califórnia. Um erro é que ao contrário do Japão muita coisa da CA não é preparada para terremoto. E um tremor lá seria uma catastrofe. Furacões todo ano e o Yellowstone. Parece até teoria da conspiração mas só três coisas destruiriam a economia mundial. A erupção do Yellostone, a Terceira Guerra Mundial e um meteoro grande.
    Acho que em caso de III World War ou Meteoro nem dinheiro poderá salvar. A terceira guerra pode, mas meteoro acho que não.

    ResponderExcluir
  10. Mulher arruma em qualquer lugar. Leve a si mesmo, não existe caixão pra dois, por isso o descanso é em paz.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mulher se arruma em qq lugar sim, concordo. Porém mulher que te apoie e esteja 100% com vc é coisa rara, se achar não jogue fora.

      Excluir
  11. Trabalhar com parentes que não sejam os pais, o que acha disso?

    Faz tempo que trabalho com eles. Pessoal fica falando que a gente vai assumir...Assumir o que? Dá onde que sobrinhos vão assumir alguma coisa!

    Quem assume são os filhos ou o cara vende pra algum sócio.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O que acho? Acho uma tremenda furada, trabalhar com parente é quase sempre sinônimo de escravidão, vc entre e nunca mais sai, sem contar o desgaste das relações, resumindo: furada total.

      Excluir
    2. Já trabalhei com meu pai e pra mim o único ganho foi a experiência de vida.
      De resto foi só stress desnecessário.

      E tem mais, quando você trabalha com o pai ou outro parente e esse negócio ou empresa é do seu pai ou parente, parece que você não está fazendo mais que sua obrigação em estar alí.
      Se o negócio ou empresa vai bem mérito do seu pai ou parente, não seu.
      Se você tem um emprego lá é porque é uma empresa dos seus parentes e por aí vai.

      Pra mim não foi muito vantajoso, talvez se tivesse dedicado o tempo a um outro emprego eu estaria hoje numa situação financeira melhor e teria até amadurecido profissionalmente mais cedo.

      Excluir
    3. Concordo com vc, essa é a visão que tenho. Já passei por isso durante um curto período de tempo e foi inesquecível devido a avalanche de merda que aconteceu.

      Excluir
  12. Estou esperando ter sua idade pra arrumar uma namorada. Tipo, com uns 33 daria pra arrumar uma namorada de 20,21. Não quero mulher da mesma idade.

    O que acha?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essas coisas não se planeja, simplesmente acontece, pare de perder tempo com planejamentos sem sentido.

      Excluir
    2. cara aqui não é o blog do pobreta. cara conseguir mulher é relativo. as vezes você encontrará interesseira, as vezes encontrará mulher decente que não se importará pelo seus bens ou status. aqui é um blog de finanças. não tente destruir igual, destruíram os assunto do pobreta. tente ver sites de players dando dicas de como conquistar mulheres. nestes sites indicam informações necessárias para ver seu erro de abordagem para conquistar mulheres.leia e faça um auto análise de ti, repense sobre seus erros, logo você irá ver que é mais fácil de conseguir chegar em mulheres, é vai ver que consegue ficar com alguém. após ter ficado com alguém as dicas perder um pouco o valor e seu carisma que irá conquistar a mulher desejada e a duração de seu namoro dependerá do dia dia. concluindo a pior parte de conhecer as mulheres e a abordagem. se o relacionamento após um tempo for ruim desista é parte para outro. homem sim consegue alguém mais nova.

      Excluir
    3. Não há idade certa. Mas creio que relacionamentos com diferença grande de idade são mais difíceis.
      Você pensa num casamento ou numa relação sem compromisso?
      Para relacionamentos longos acho que o melhor é uma diferença no máximo razoável de idade entre o casal.

      Excluir
    4. Queria muito fazer um post sobre esse assunto mas sempre chove hater que cagam e desvirtuam tudo.

      Excluir
    5. Se eu fosse você faria. Creio que tu tenha uma boa experiência para passar para a galera.

      Foda-se os haters. Seu blog é moderado mesmo então é só não aprovar os comentários. Mas se quiser aprova-los aja de maneira cômica e não de bola assim como eu faço. Simples.

      Ass: Mestre dos centavos comentando deslogado. To no tranpo maluco!

      Excluir
    6. Já fiz alguns mas nunca sequer consigo deixar no ar muito tempo, a galera é maluca com esses assuntos.

      Excluir
    7. Corey, o blog é seu e você escolhe o que postar.
      Mas penso que alguém ou alguns da blogsfera poderiam abordar especificamente o tema mulher/casamento.
      Especialmente blogs que tem boa visibilidade.
      Aliás um ou outro blog até tocou no assunto, mas de forma indireta.

      Esse tema gera bastante interesse é só tratá-lo de forma séria que os haters serão menos numerosos. Pode se fazer até um paralelo com questões financeiras.

      Casar ou mesmo namorar sério são decisões importantes e que alteram a vide de uma pessoa sob vários aspectos, portanto acho que vale a ena destrinchar o tema deixando o politicamente correto de lado.

      Excluir
    8. faz um post sobre relacionamento corey sou mulher e gostaria muito de saber sua opinião sobre a vida a dois, confio muito no que vc escreve.que se dane os hater.

      Excluir
  13. Olá Corey!

    Bela reflexão! Esses últimos dias foi um pouco de apreensão por parte da minha mulher. Sua prima estava bem na rota do Irma. Mas graças a Deus estão bem.

    Achei corajosa a família de sua prima, pois decidiram não sair de casa. Eu pensando a pouco sobre o caso, acredito que pegaria um voo o mais rápido possível. Mas, estou dizendo daqui, não sei se a resposta seria a mesma estando lá.

    E Corey, 3k em casa? rs E eu me martirizando por as vezes deixar uns 600 conto no coxão hehe. Não te julgo não rs

    Vi num comentário acima que vocês vão a Orlando com frequência. Está nos planos meu e da sra Inglês ir para lá. Pela quantia necessária, acho que vamos só em 2019. Quanto em reais se acha que dá para ir lá? Sei que é uma pergunta bem pessoal, mas gostaria de saber a opinião de quem frequenta o lugar. Valeu!

    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala Inglês!

      Não dá mesmo pra saber o que fazer numa situação dessas, quem tá de fora tem uma visão muito diferente da realdiade.

      Cara, é muito difícil fazer orçamento de viagem, cada um tem um estilo diferente, Bia e eu gastamos pouco, bem a baixo da média mas é pq preferimos viajar mais mesmo que abrindo mão de certas coisas. Falando em Orlando o que mais encarece são os parques e não tem muito como fugir, os valores não variam quase nada.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  14. Taí uma coisa interessante.
    Quais seriam as emergências no Brasil? São Paulo, por exemplo?

    Greve total dos transportes - a cidade trava.
    Chuva - enchente - a cidade trava e ruas podem ficar alagadas.
    Blecaute de energia -
    Eu me lembro de um blecaute que atingiu quase todo o país por horas e parou até o metrô.

    Quais seriam as precauções nesse casos? Greve de transportes, melhor nem sair de casa. Se sair, o que fazer? Pegar um táxi ou uber?

    Enchente mesma coisa: não sair de casa, saber rotas alternativas, saber onde pode deixar seu carro.
    Ter seguro contra enchente.

    O que mais?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Difícil falar, cada um tem uma realidade diferente. Sempre evito sair de casa nesses dias, mas agora que bato cartão não sei muito o que fazer. Em relação ao transporte público até é tranquilo pq uso moto o q permite chegar em qq lugar no mesmo tempo independente das condições mas enchente é foda mesmo.

      Excluir
    2. Eu acho que em SP tem a questão da água. Ficou um verão sem chover e quase secou a represa. E a cidade continua crescendo exponencialmente em matéria de habitantes, então imagina se ficar tipo 2 verões sem chover?

      Pessoas tendo que comer feijão em lata e dormir no chão por causa do furacão é ruim, mas imagina pessoas (principalmente no Brasil que já é bagunçado) sem água ? Isso pode provocar até guerra

      Excluir
  15. corey sei que meu coment não tem nada a ver mas comecei a trabalhar de ativos de vendas numa empresa de telemarketing (sou jovem é a unica coisa que me restou) eu vendo titulos de capitalização kkkkkkkkkk e fico abismado em como o brasileiro medio é tão burro quanto a economia pra comprar essas merdas kkkkkkk quando eu sondo um cliente perguntando se ele faz economia nego já até me chama de louco mas é só uns fudido que não entende o minimo de guardar dinheiro eu fico pensando o brasil fica atrás de 72 paises no sentido de educação financeira, eu ligo pra cada retardado que fala que recebe 2 a 3k por mes e ainda assim é afundado em dividas enquanto eu me viro com meu salario minimo kkkk. quanto ao titulos de capitalização..... eu fico mais impressionado sobre o quão bem essa merda vende qualquer um com dois neuronios na cabeça sabe que é furada mas ainda assim essa porra vende que nem agua lá na empresa. enfim este é meu relato com o qual deixarei uma pergunta corey, voce tem algum post mostrando a vantagem de economizar dinheiro ou sabe de algum post ou blog bom?? estou coletando mais argumentações mas to cansando de ver em artiguinho na veja, quero relato de quem vive mesmo aportando. eh isto abraços corey

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não acho que isso é coisa de brasileiro, americano ganha muito dinheiro e a grande maioria está afundado em dívida por torrar com lixos. Parece que o endividamento é um câncer da sociedade moderna, cada vez menos vc vê gente que junta dinheiro e pensa antes de comprar as coisas.

      Sobre sites, na blogosfera de finanças vc encontra todo tipo de informação.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
    2. Não precisa ser muito esperto para separar uma quantia e guardar(sem entrar em detalhes qto ou aonde esse dinheiro vai render) O que falta nas pessoas é o controle mental de saber que não pode comprar algo E NÃO COMPRAR!!! É foda ter disciplina, e eu acho que antes de se afundar em toneladas de informações de investimentos, o cara tem q ter auto controle, pra ir colocando na poupança(fooooda-se se n rende nada, eu estou falando de hábitos e disciplina) e gastando menos do que ganha.

      Excluir
  16. Meu irmão está no olho do Furacão, não vou contar os detalhes para não alongar. Basta saber que: Somos servidores públicos, estamos na mesma faixa salarial (~7k), mas temos lifestyles diferentes.

    Eu sou aderente ao minimalismo, frugalidade, low profile, sempre salvei dinheiro e nunca me meti em relacionamentos furada. A IF virá pelos meus cálculos em 6 anos.

    Já meu irmão está em frangalhos. Veja no que ele se meteu. Engravidou uma secretária (terceirizada) na repartição pública onde trabalhamos. Fudeu! Enfim, vamos ao que interessa, os cálculos.

    Provavelmente, o juiz "imparcial" vai cair matando, fixando a pensão em 30% do salário, que é o percentual médio de hoje em dia. Logo a secretária irá sair com cerca de R$ 2.000,00 reais por mês de pensão! Ou seja, ela está ER(early retirement) nas costas dele por 18 anos ou 21 anos, vai ganhar mais de pensão do que ganhava de salário.

    Você entendeu a dimensão da coisa? Fiz a conta de padeiro aqui. Aporte de 2k, 216 meses(18 anos), 0,3% a.m real = R$ 606 mil reais. Mais de MEIO MILHÃO DE REAIS.

    Moral da História: Uma transa pode custar muito caro.

    Veja o custo de oportunidade com GPs de Luxo de 250 reais.

    São oito mulheres diferentes por mês = R$2.000,00.
    Ele poderia transar com duas mulheres diferentes toda semana.
    Em 1 ano são 96 transas perdidas.
    Em 10 anos são 960 perdidas.
    Em 18 anos são 1728 perdidas.

    Eu mostrei isso para ele e o mesmo está em estado de choque. Espero que sirva para vocês.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Filho é sem a menor sombra de dúvidas a maior despesa que alguém pode ter, o que não significa ser ruim, mas deve ser extremamente planejado.

      Suas contas são corretas e como sempre digo sexo profissional pode ser uma excelente alternativa, muito melhor que se meter nessas furadas.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
    2. Esse lance dos 30% sobre o salário pra PA é um mito jurídico que se espalhou.

      O valor da PA depende de 3 fatores: necessidade do alimentado (o filho); possibilidade do alimentante (o pai); e razoabilidade.

      A responsabilidade pelas despesas do filho é compartilhada entre os pais, o que significa, a princípio, que o valor fixado deve cobrir a metade dos gastos do infante.

      Seu irmão só pagará um valor de PA acima do salário da mãe se ele quiser (leia-se, não contratar um advogado medíocre, nem precisa ser bom).

      Excluir
  17. Eu tinha falado pro pessoal aqui do blog e pra vc tbm, corey, a ler o livro do Irwin, stoic joy. Um dos conselhos que podem ser achados lá é justamente esse de se colocar no lugar de outras pessoas que estão passando por desventuranças. Eu me pergunto que coisas eu posso perder ou deixar pra trás e isso é um exercício muito bom de se fazer. Até deu vontade de voltar a jogar CataclysmDDA

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É a empatia, qualidade que está em desuso de uns tempos pra cá...

      Excluir
  18. Cara, você não tem amor a sua mãe?

    ResponderExcluir
  19. "baldes de peanut butter"

    Fui pesquisar o que era isso, e me deu uma vontade da porra! Deve ser muito bom! Na capital deve ter pra comprar, no interior não tem...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Peanut butter nada mais é que o Amendocream, porém o gringo é mais doce (se bem que existe vários tipos, o de canela é uma delícia).

      Excluir
  20. Off topic: Estou me movendo de SP Capital para Londrina, pois bem ao seu estilo vendi minha loja de informática e apliquei a grana. Pretendo lá estabelecer outro negócio, ao buscar informações me deparei com esse site que compara custo de vida entre cidades.

    https://www.expatistan.com/

    Muito foda, gostei e resolvi compartilhar com vocês.
    Claro e evidente que "custo de vida" é algo bem pessoal. Mas no geral: Cost of living in São Paulo (Brazil) is 50% more expensive than in Londrina (Brazil).

    Abraço, estou no aguardo de novos posts. Você falou que tem uns 50 no gatilho, dispara uns logo... Tu tens alguma notícia do Seu Madruga Investimentos? O cara sumiu.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O que mata é o custo de moradia, SP capital é bem complicado, a não ser que vc more e trabalhe num bairro afastado. Não conheço Londrina mas deve ser interessante, afinal é sul.

      Vou usar a velha desculpa (mas que é verdade): estou sem tempo!

      Excluir
    2. Sobre o Madruga não sei te falar, mas qd sumi uns meses o pessoal inventou mil histórias, portanto ele deve estar bem.

      Excluir
  21. Olá, Corey. É a primeira vez que comento aqui.
    Primeiramente, gostaria de lhe agradecer. Seu blog é muito útil.
    Entretanto, não vim aqui apenas para te elogiar. Rs
    Gostaria, se possível, de um conselho seu.
    Tenho 17 anos e no último Enem fui aprovado no curso de Engenharia Elétrica em uma universidade federal. Entretanto, não fui cursar.
    Já conversei com alguns engenheiros e estudantes. A perspectiva para a profissão é terrível.
    Logo, decidi fazer um curso técnico. Estive pensando em cursar o técnico de edificações. Enquanto faço o técnico, quero ir atrás de trabalhar em obras para pegar experiência.
    O que você acha da ideia ?

    Não quero trabalhar em uma sala com ar condicionado. Quero ganhar dinheiro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá,

      Se você perguntar para todos os profissionais hoje, quase todos irão reclamar e dirão que as perspectivas são terríveis.

      Engenharia é uma das profissões mais flexíveis e com oportunidades em diversos setores.

      Abçs!

      Excluir
    2. O mercado na área de construção ta horrível, pra mim você ta saindo do espeto pra brasa.

      Abraço!
      Estudante de Engenharia Civil

      Excluir
    3. A única formação universitária com garantia de renda e mercado pós-formação é medicina (qualquer médico com toda a papelada em dias ganha acima de 10k). Todas as demais vão exigir algum destaque e estarão sujeitas às leis da oferta e da procura.

      Excluir
  22. Pessoal e principalmente corey (sei que não é o assunto específico do post, mas se quiser corey vc pode criar um post em cima dessa minha pergunta: Quero de vocês opiniões sinceras sobre esses fundos principalmente os de multimercados? E os prazos de resgate D+1 ou mais?
    Olha aí o link e os rendimentos atualizados ao longo de 24meses
    http://www.infomoney.com.br/onde-investir/ranking-de-fundos

    ResponderExcluir
  23. Penso igual a vc Corey!
    Mobilio minha casa toda com 5k.
    Levo meus dois cachorros, documentos, a noiva e pronto.
    Não tenho dinheiro em cash, mas tenho dolar em cash e alguns euros que sobraram de viagens antigas e que vou levar nas próximas.

    Quem bota muita tranqueira cara em casa tá meio que ferrado. E quem investe todas as economias da vida num imóvel e não tem seguro também está ferrado.

    Grande abraço!
    O furacao fez pouco estrago na Flórida. Que bom!

    ResponderExcluir

Os comentários desse blog são moderados, ou seja, passam pelo meu controle antes de serem publicados. Esse é o motivo pelo qual seu comentário não aparecerá logo após você clicar em "Publicar", portanto não precisa postar 2 ou 3 vezes! Posso demorar, mas publicarei e responderei todos os comentários que não contenham trolagens, intrigas, propagandas e baixo nível.