sexta-feira, 4 de agosto de 2017

Corey Empregado - Esclarecimentos

Meu último post, onde choro as pitangas em relação ao meu emprego, foi um dos mais comentados de todos os tempos. Surgiu de tudo por lá, pessoas que se identificaram comigo, pessoas que entenderam meu ponto de vista até pessoas me xingando por reclamar... Decidi escrever esse post pra esclarecer alguns pontos que pode ter ficado desconexos.

Desde o post anterior deixei bem claro que o post seria sobre reclamações e poderia soar vitimista (penúltimo parágrafo: "No próximo post vou ser vitimista pra caralho e chorar as pitangas de como meu emprego é uma bosta, aguardem..."), entendam, EU AVISEI QUE SERIA POST DE MIMIMI, portanto não faz sentido me acusar de ser mimizento porque eu mesmo disse que seria. Além do mais não há problema algum em ser vitimista, há tanta gente na internet assim... Particularmente não gosto de pessoas que só reclamam e simplesmente evito esse tipo de gente (tanto na internet quanto na vida "real"). Por outro lado entendo que as pessoas possam desabafar de vez em quando e reclamar de coisas concretamente ruins.

Logo no primeiro comentário o assunto do post já foi desvirtuado, foi só alguém comentar que gozava de uma IF com renda de "apenas" 3k e a galera da invejinha caiu matando tentando provar por A+B que é impossível viver com 3k no Brasil (claro, TODO brasileiro ganha mais de 3k). Como se esses que almejam uma IF de 20k por mês ganhassem isso hoje em dia... Sobra brother, sonha que você vai conseguir isso...

Algumas pessoas ficaram indignadas e se recusaram a acreditar que um ser humano (eu) é capaz de sair de casa e ir trabalhar "somente" porque gosta de fazer aquilo. Até as entendo porque eu mesmo na época do começo do blog achava que era impossível gostar de trabalhar e que "com certeza" uma vez atingida a IF jamais trabalharia novamente e que preencher meu tempo com Netflix e livros seria o cenário ideal. Deixe-me explicar uma coisa: IF tem tudo a ver com segurança financeira e NADA a ver com parar de trabalhar. Assim como grande parte das pessoas o trabalho já foi pra mim nada mais que uma maneira de subsistência, não sentia prazer algum com ele. Foi assim durante mais de 1 década onde trabalhei muito sem gostar do que fazia com o único objetivo de ganhar dinheiro. Essa atitude me trouxe conforto e segurança financeira mas também me levou para o hospital por 2 vezes com o coração pifando, me fez ficar 20kg acima do peso ideal, me causou problemas psicológicos que se não fosse ajuda profissional, teriam me deixado malucão.

No começo dos anos 2000 decidi que iria para a faculdade, não pra fazer ADM (que todas as pessoas que conhecia estavam fazendo e que seria o caminho natural já que tinha planos de empreender e meu trabalho na ocasião tinha muito a ver com ADM) e sim pra fazer um curso besta numa uniesquina cujo conteúdo me atraia muito. Fiz minha faculdade por "paixão" (coisa que totalmente contraindico tem tudo pra dar errado), me divertia absurdo com as aulas, procurava aprender mais e mais a cada dia, tive médias sensacionais, não passei nem perto de DP, era brother dos professores, fazia monitoria de graça (só porque achava legal mesmo), fiz um TCC nota 10 from scratch, me formei e enfiei o diploma na gaveta. O canudo ficou na gaveta mas a vontade de trabalhar na área ficou na minha cabeça durante quase 10 anos. O tempo passou, o dinheiro veio, a vontade de trabalhar na área só aumentou, tentei me manter informado e reciclado sobre o trabalho lendo compulsivamente artigos, revistas, conversando com colegas que atuavam, etc.

Quando um blogueiro norte americano atinge a IF o que faz? Vai viajar pra Ásia numa viagem lowcost de autoconhecimento, volta renovado, vai trabalhar com marcenaria em sua garagem, consertar carros em sua garagem, reformar coisas na sua garagem, fazer trabalhos braçais nas garagens dos outros, etc. Corey não possui garagem, Corey mora no Brasil (por enquanto), Corey gosta de determinada área do conhecimento humano, é habilitado e capacitado em tal área que além de ter empregabilidade razoável paga uma graninha até que boa... POR QUÊ CARALHOS COREY NÃO PODE TRABALHAR NO QUE GOSTA??????? COREY TEM QUE IR PRA BANGKOK????? Sinceramente, não entendo a dificuldade em entender que uma pessoa pode sim trabalhar no que gosta, pode sim sentir prazer nessa atividade, etc... Tem gente que gosta de viajar pra Índia, Bangkok ou qualquer outro buraco do mundo... Esse tipo de viagem não me atrai nem um pouco (no atual momento da vida) mas nem por isso saio xingando pessoas que as fazem dizendo que é impossível gostar de viajar pra esses lugares e que não terão "renovação espiritual" porra nenhuma.

Algumas pessoas me "acusaram" de ser ingênuo, acharam um absurdo eu desconhecer como o ambiente de trabalho em grandes empresas funciona, etc. Caralho, fiquei mais de 10 anos se carteira assinada, sendo que meus empregos anteriores foram em empresas familiares, de pequeno e médio porte onde quando precisava de uma folga eu mesmo mexia na escala, onde fiz acordo de devolução da multa dos 40% quando saí, onde o dono pagava cerveja (e puteiro) quando batia a meta, etc. Minha primeira experiência em empresa grande foi ano passado temporariamente (entrei pra cumprir um contrato de 2 meses) e a segunda está sendo agora. Minha base de comparação era extremamente limitada e embora do mesmo ramo, a empresa anterior se demonstrou extremamente profissional, preocupada com o nível do trabalho, engajada em treinamentos úteis, etc. Enquanto a minha não capacita ninguém, mente na seleção e joga funcionários em trabalhos sem qualquer critério. O que há de errado expor essas diferenças e dizer que a empresa atual não condiz com a ética do trabalho?

Falando em treinamento mais de um leitor disse coisa do tipo:

Empresário sofre no Brasil! O funcionário entra querendo promoção, aumento, benefícios, treinamentos mil, pouca responsabilidade, plano de carreira, promessa de melhoria, etc.

É brother, sofre mesmo, se você não sabe fui empresário por mais de 10 anos... O que me deixou assustado nem foi isso e sim o fato das pessoas acharem que eu estava exigindo treinamentos. Caralho, como assim alguém acha que treinamento é favor? Meu Deus, treinamento é fundamental em qualquer função!!! Todo mundo está careca de saber que a faculdade despeja um boatload de informações que quase sempre são inúteis no dia-a-dia do trabalho, essas informações só começam a fazer sentido na prática muito tempo depois. Até chegar esse dia é necessário sim ter treinamento de como exercer funções. Acho que a indignação com isso deve ser porque TI não deve precisar de tanto treinamento in loco e grande parte das pessoas que leem o blog são dessa área (não sei, estou chutando, manjo porra nenhuma de TI, nem sei formatar um computador - nem sei se formatar um computador é TI, enfim, entendeu, né?). Acontece que várias profissões é preciso sim treinar independente da sua experiência, é preciso pegar as políticas da empresa, aprender usar equipamentos específicos, etc.

Falando em TI é impressionante a fixação das pessoas com essa área, vários disseram que trabalho com isso. Gente, não esqueçam que existem centenas de profissões, muitas delas sequer se usa computador! Muitas profissões são "braçais" porém especializadas, ou você acha que remover um dente é serviço leve? Cortar um furúnculo cheio de pus é serviço limpo? Isso tudo é feito por profissionais altamente especializados porém não deixam de ser serviços pesados e sujos. Outras profissões não exigem formação acadêmica nem registro em conselhos profissionais porém são altamente técnicas: quantos de vocês conseguem separar uma picanha de uma peça de alcatra? Quantos trocam o salto de um sapato ou costuram um terno?  Outras mais são trabalhos leves porém que exigem conhecimento bem específico da área e anos de treinamento: você seria capaz de diferenciar a seta esquerda do Gol 96 modelo Arteb do modelo Cibié? O cara da loja de peça sabe. Desculpe aos amigos da TI mas vamos sair pra rua? Ver que nem só de computador é feito o mundo?

Outros se pegaram no fato de reclamar que "ganhei" muitas responsabilidades, que estava fugindo do trabalho que me foi dado, etc. Outros questionaram se meu salário de 4k não era baixo pelo nível de responsabilidades que eu disse ter. Vou explicar:

Fui contratado pra fazer o trabalho A e ganhar, digamos 4k.
Dentro de empresas do ramo existe um outro tipo de profissional que faz o trabalho B e ganha 2k.
Durante a seleção ninguém do RH disse que deveria fazer o trabalho A+B ganhando os mesmos 4k.
Somente quando comecei a trabalhar é que descobri essa realidade e também que não receberia nenhum treinamento para fazer o trabalho B mesmo esse sendo totalmente fora da minha área de formação e conhecimento.

Resumindo, me enrolaram. Quer dizer que se sou contratado pra fazer A e tenho que fazer A+B não posso reclamar? Tá certo isso, produção?! Pessoal se for assim a coisa no mercado de trabalho está muito mais errado do que pensei... (Spoiler 1: já saí da empresa e fui contactado por um advogado especializado em meter a empresa no pau para que ela pague pelo serviço B a todos os contratados para fazer A. Sinceramente não sei o que farei, mais uma vez isso é novidade pra mim. Percebam que essa "política" da empresa é algo que não vem de hoje, talvez se eu tivesse mais network teria descoberto a furada antes...)

Uma coisa que sou obrigado a concordar: muitos mencionaram o fato de agora eu ver que empresas privadas podem ser tão o mais desorganizadas que públicas. Concordo, não imaginava isso. Ao ver grandes grupos com suas sedes lindas, relatórios rebuscados, executivos em camisas Dudalina e de BMW a gente não imagina o quão bagunçado o barraco pode ser. Chega a ser assustador e como disse no outro post, esse é mais um motivo que me deixa fora das ações...

Uma sugestão plausível que foi me dada é procurar empresas menores que talvez se encaixem melhor com minha maneira de trabalhar ou que ao menos exista mais diálogo e sejam menos engessadas. Concordo com isso e talvez esse seja o caminho que seguirei, aguardem que tem coisa rolando... (Spoiler 2: não foi dessa vez...)

O velho tópico do "dinheiro não tráz felicidade" também não poderia ficar de fora de uma discussão acalorada, mas isso vai merecer um post exclusivo. 

Cagando e andando
Do mais realmente acho que algumas pessoas nem leram o texto e já saíram correndo pra comentar, ou pior, leram mas não entenderam o que é ainda mais triste. Também acho que muitas sentem inveja mesmo por uma pessoa poder trabalhar com algo que gosta invés de somente por dinheiro. Também já senti essa inveja e acreditava que isso não existia, que eram só palavras na internet, sei como é... Acontece que nunca ataquei ninguém por isso. É por gente assim que as vezes desanima escrever e manter o blog, mas pra cada xarope que aparece tem 10 ou mais leitores sensatos que podem não concordar mas sabem argumentar e expor pontos de vista diferentes. Fecho com um dos comentários mais sensatos que recebi nos últimos tempos:
corey, eu admiro a sua persistência e calma pra explicar as coisas. As pessoas leem seu post e já concluem zilhoes de coisas e não perceberm que vc está apenas tentando expressar da forma mais clara possível a sua realidade e o q vc está passando. Da mesma forma q os leitores ou até mais, vc tbm está procurando respostas para as coisas. Te criticaram por não saber lidar com a CLT, para mim são apenas pessoas que sempre tiveram inveja de vc qnd eras um empreendedor de sucesso e agora estão pegando no seu calcanhar de aquiles.
Caga pra eles.
Tô cagando!

108 comentários:

  1. IF de 3k tá bom demais pra mim, aliás, até um pouco menos, já que não moro nos grandes centros. 2k-2,5k consigo viver bem solteiro, basta saber fazer conta e ter prioridades. Tendo esse fluxo constante, dá até pra correr mais riscos e aumentar a renda caso queira.

    Ignore os malucos que dizem o que você deve fazer, que gostam de dar pitaco na vida dos outros como se suas mentes iluminadas tivessem a verdade absoluta de como cada um deve viver a vida, de como a sociedade deve ser, isso que Hayek chamava de arrogância fatal.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como disse no último post, algumas pessoas pensam que Brasil é igual São Paulo cujo aluguel de uma kit custa 1,5k. 3k da pra um casal viver de maneira contida porém digna.

      Valeu pela força, vou ignorar mesmo.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
    2. Corey, corrigir lá no texto:
      Dinheiro não traZ felicidade...

      Agora o comentário:
      Curioso isso de custo em São Paulo e aqui vai uma contribuição pra mostrar como é relativo. Moro numa cidade do interior da Bahia e passo períodos em Salvador e São Paulo para lazer ou cursos. O aluguel em São Paulo com certeza é mais caro mas todos os outros custos das coisas que EU consumo foram expressivamente menores.
      Quem mora em São Paulo não tem idéia de como existe opções de lazer de qualidade gratuitas ou quase.
      Pra mim, que estava sempre no contra-fluxo do trânsito ( similar a quem por ter IF não tem necessariamente que que bater ponto as 08 e voltar as 18) foi tudo extremamente simples.

      Excluir
    3. Corrigido...

      No geral o custo de moradia é um dos mais altos que a pessoa enfrenta então isso faz diferença, mas entendo que outros custos são mais baixos, combustível por exemplo é mais barato por aqui.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  2. Acho que a indignação pelo fato de você voltar ao mercado de trabalho como assalariado também se deve ao fato da maioria das pessoas terem a imagem que o empresário mesmo que de pequeno porte é dono do próprio nariz e não tem que obedecer ninguém, por isso em tese tem mais liberdade. O que na realidade nem sempre é verdade.
    Mas baseado nesse raciocínio deixar de ser patrão e voltar a ser funcionário é uma grande queda na vida de uma pessoal, quando alguém faz isso por gosto vem esse questionamento das pessoas.

    Sim há diversas profissões, TI é uma daquelas áreas da moda por isso tanta gente perguntando e como você mora em SP que tem bom mercado na área aumenta a ideia de que você é mais um TIzeiro.

    Arteb e Cibié dominavam o mercado de faróis e lanternas, a Arteb permanece forte (eu acho) e a Cibié?

    ResponderExcluir
  3. Corey, você é um mala! Não concordar com você é ser xarope! Você é que é o maior xarope de todos! Se não concorda é porque o cara tem inveja! Pare de se achar! Esse comentário puxa saco que fizeram ou foi feito por um imbeciloide ou por você mesmo. Outra coisa, inveja de você? Meu Deus!
    TI? Não sou da área!

    ResponderExcluir
  4. Outra coisa, empreendedor de sucesso? Cadê?
    Não sou do tempo que você era (passado) esse tal empreendedor.
    Descobri o bloguinho pouco tempo atrás. Achei tão idiotas as idéias e alguns comentários que resolvi fazer a contradita.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado por participar do bloguinho, os assíduos nem sempre tem tempo de acompanhar, mas os hater jamais deixam de comentar.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  5. Fala Corey,

    Acho que estes temas acabam polemizando mesmo, faz parte.

    Apesar do otimo texto, fiquei pensando tambem no comentario do Anon da IF de 3K (criei algo minutos antes deste seu, sobre este tema) e pelo que percebo o valor da IF é muito individual mesmo.

    Pra mim, infelizmente 3K nao seriam suficientes, ate pelos meus planos futuros.

    Sobre o post, fico feliz por ter resolvido o problema e saido da enpresa.

    Desejo sucesso na proxima empreitada, vai dar certo.

    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grande VdC!

      Vou passar lá pra ver. IF é uma das coisas mais pessoais que existem, mas nêgo que ganha 3k sonhando com IF de 20k é devaneio.

      Aguarde! Abraço!

      Corey

      Excluir
  6. Daqui a pouco você posta dizendo que não entendi seu texto. Você sempre faz isso. Se não concordou é porque não entendeu. Se não for analfabeto funcional e compreender, certamente concordará com você! Até parece!
    Quanto à I F financeira com 3 k, acho que ficou claro minha idéia. A pessoa I F não precisa regrar sua vida pra caber em três mil. Ela simplesmente é IF. Não se preocupa com dinheiro, pois já tem. Não é jogar fora. É que 3 k é conta do chá pra sobreviver.
    É só fazer conta.
    Conta de água, luz, telefone, internet, condomínio, deslocamento (carro, Moto ou sei lá), comida, manutenções de casa ou ap, iptu, ipva, ip qualquer coisa, seguros, escola de filho (se tiver) mais uma quantidade absurda de contas. Umas todos têm outras não. De toda forma, é nesse sentido que disse que 3 k não é IF

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Quanto à I F financeira com 3 k, acho que ficou claro minha idéia. A pessoa I F não precisa regrar sua vida pra caber em três mil. Ela simplesmente é IF. Não se preocupa com dinheiro, pois já tem. "

      Independência financeira não é isso. É quando o rendimento de seus ativos superam os gastos dos passivos. Simples assim. O que podemos argumentar é se o valor de 3k é perigosamente perto dos gastos, mas se for maior tecnicamente é IF.
      Você já parou para pensar que nem todo mundo paga aluguel e condomínio? Que nem todo mundo tem moto e carro? Só estes dois itens representa milhares de economia.
      Abraços

      Excluir
    2. Acho que o que esse anon ai quer é liberdade financeira, que é um passo após a independência financeira.

      Não se preocupar com dinheiro é coisa para Neymar entre outros...

      Excluir
    3. AdP: "Independência financeira não é isso. É quando o rendimento de seus ativos superam os gastos dos passivos. Simples assim. " - exatamente, não tem complicação. Se o cara tem despesas de 6k, 3k não basta, pronto! Mas tem muita, mas muita família que vive com menos de 3k e que se tivesse essa renda passiva estariam dando pulos de felicidade.

      Inglês: sim, ele quer liberdade financeira e está confundindo com IF... Isso é só pra jogador de futebol mesmo!

      Abraço!

      Corey

      Excluir
    4. na realidade é ao contrário. Não tem "muita família". A grande maioria das famílias, mais de 90% delas na realidade, tem uma renda inferior a 3k. O mundo é miserável gente. Essa é a regra. O problema de 3k é aluguel/condomínio/prestação de apartamento. Quem não tem essa despesa (imóvel próprio) e é solteiro vive muito bem sim com essa renda.

      Excluir
    5. Exatamente, a maioria vive com isso e nêgo vem dizer que é merreca, não é mesmo! É a bolha da classe média...

      Excluir
    6. o problema da IF de 3k é o efeito da inflação. 3k daqui a 10 anos não será suficiente para se viver razoavelmente bem e os juros reais no Brasil tendem a cair para cerca de 3% e isso complica quem quer viver de investimento em renda fixa.

      Excluir
    7. Esse problema ocorre em qq faixa de renda, se parar pra pensar jamais estaremos blindados dos problemas inerentes a viver de renda.

      Excluir
  7. Também tô cagando se concorda ou não! F...

    ResponderExcluir
  8. Quanto ao seu emprego, tô cagando de novo. As discussões paralelas estavam um pouquinho melhores que seu assunto.

    ResponderExcluir
  9. Meu caro, IF tem um sentido mais amplo. Com vinte anos, sem filhos, mulher, namorada, morando com os pais, sem comprar imóvel ou pagar aluguel, no interior, fazendo contas e elegendo prioridades, milzinho tá ótimo. Mantenha-se assim pro resto da vida. Se a folhinha mudar de posição com o vento ferrou sua IF.

    ResponderExcluir
  10. Os post estao otimos! Nao comentei antes pois toda hora que tentava a
    Pagina caia. Interessante demais ver sua experiência como empregado agora, e fazendo analogias com o que ja passou como empregador.

    As empresas estão sofrendo muito com crise moral também. Querem vender a todo custo imagem de organização e facilidades, mas na hora do "vamo ver" tem mt coisa as vezes até conflitantes envolvidas. Me
    Lembra um pouco a cena daquele filme do michael douglas reclamando do hamburguer na lanchonete.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa experiência está sendo muito boa mesmo, estou crescendo muito com isso.

      Sim, muitas empresas estão perdidas e só não quebram pq pertencem a grupos com muito dinheiro.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  11. Corey voce ta no caminho certo... manda ver!!!
    se tem gente te criticando eh porque voce esta indo bem, nao passam de um bando de merda que nao tem 1 decimo do que voce ja conquistou financeiramente, um bando de manja que fica em casa engordando, sem mulher, sem amigos e sem dinheiro, muito menos com 3mil por mes sem fazer nada.
    Se ta incomodando eh porque voce esta bem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Penso o mesmo amigo, valeu pela força!

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  12. Corey não perde tempo com gente chata ...

    Se alguém tem algum problema com aquilo que você escreve o problema é dele não seu,

    Mas me diga sua profissão ficara ainda um mistério.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Deixa no mistério, rsrs! Ultimamente tenho exposto até demais aqui no blog...

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  13. corey tenho certeza que você é formado em enfermagem.

    ResponderExcluir
  14. Empregado é contratado para encher a garrafa de agua.
    Depois alem de encher a garrafa tinha que fecha-la.
    Advogado diz que tem direito a desvio de funcao pq foi contratado só pra encher a garrafa, nao fecha-la.
    Agora o empregado vai encher o saco do juiz com mais uma acao (e funcas malditos que sempre meteu o pau) e quer uma decisao em 10 dias e receber o dinheiro em 30 e chamar o judiciario de moroso. Vai aproveitar e mentir, acrescentar hora extras e dano moral.
    O juiz decide que encher a garrafa fazia parte das atribuições implicitas no contrato decorrente da funcao exercida pelo funcionario.
    O juiz é chamado de burro e vagabundo.
    Ja vi esse filme umas 743 mil vezes.
    Advogado seu aí so quer sugar 30% do que vc nao tem direito. Ta defndendo o dele.
    Vc foi empresario e sabe oq acontece qnd empregado sai da empresa...
    Nao seja mais um desses vagabundos, por favor... A nao ser q de fato anempresa seja zuada.
    Qquer coisa de um alo e te expkico melhor.
    Abraco

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala Mineiro!

      Colocar a tampa na garrafa tem a ver com a função de enche-la porém dirigir o caminhão que transporta os engradados de garrafa não é. Isso é o que estava acontecendo comigo, e pior, o caminhão tinha pneus carecas e lonas de freio gastas...

      Entendo o que vc diz e é justamente por isso que estou mais propenso em não fazer nada, não gosto de encheção de saco pro meu lado e como vc disse, nêgo vai aumentar muito a história e não vou aceitar...

      Abração!

      Corey

      Excluir
    2. No seu caso se não me enquadrasse no serviço também não ficaria de jeito nenhum.

      Quanto a IF e o.papo de 3k para minha situação atual em que todos os meus gastos mensais e as cervejas com carne do final de semana não passam de 1,5k seria uma verdadeira libertação.

      Ano que vem atinjo a I.F de 1,5k e bos próximos 7 anos irei atingir um patamar digno de parar de trabalhar.

      Cada um na sua.


      Parabéns. Eu mesmo já sai de 3 empresas com menos de 3 meses a pedido por não ter suportado. Alguns me criticaram, mesmo sem pagarem minjas contas. Resulta? Fui e estou mais feliz. Os que me criticaram ou estão ganhando miséria ou foram mandados embora na crise, não me recordo de um que deu certo e subiu.

      Também não venci assim, mas fiz faculdade, oab, passei em.concursos, tudo por não aceitar uma situação que não me atendia no momento.

      Excluir
    3. Lawyer:

      Cada um na sua... mas tem gente que fica ofendidinho qd outra pessoa precisa de menos dinheiro... as pessoas inflam a vida e depois não se conformam que dá pra viver com menos.

      As pessoas esquecem que passamos mais tempo no trabalho que em casa, mais tempo com os colegas de trabalho que com a família então porque caralhos o trabalho deve ser sofrido? Se existe a oportunidade de trocar de trabalho, por que não?

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  15. Olá Corey.

    Toca o barco cara. Quem sabe da sua vida é você, e trabalhar por prazer ou por dinheiro tem mais a ver com a fase atual da sua vida e o padrão de vida que você leva.

    Por que não tirar bons ensinamentos da merda também?

    Acredito que você está confortável em escolher melhores propostas de emprego. Se tem reserva de segurança, chuta o balde e vá atrás de outras oportunidades melhores que esta.

    Não perca tempo com quem não soma nada e nem conhece a vida que você leva. Esses dai que reclamam devem ser daqueles que não mexem uma palha pra sair do lugar e melhorar como pessoa.

    Grande abraço e boa sorte na sua caminhada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estou aprendendo muito nessa coisa toda, foi até uma feliz experiência pelo tanto de coisa que aprendi. Tento sempre tirar lições de tudo que passo na vida. A gente tem que mexer, nada vai mudar sozinho...

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  16. 3k é IF pra qualquer brasileiro. IF é não depender do emprego pra pagar as contas. O resto que você almeja, trabalha e compra.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente! Mas tem muita gente de classe média que consegue inflar as despesas fixas até muito mais que isso...

      Abraço!

      Corey

      Excluir
    2. Classe média não, né ! Classe pobre. A maior parte dos brasileiros se acha classe média, mas não é. A maioria vive com menos de 3 k, ou seja, classe pobre. Estamos falando de 3 salários mínimos.

      Excluir
    3. Tem gente que ganha menos de 3k e quer morar em lugar caro, tem carro novo, etc. Isso que quis dizer...

      Excluir
  17. Corey, o problema é que se alguém discordar de você automaticamente essa pessoa tem raiva, inveja e tudo de ruim só porque ela não concorda com tudo que você fala.
    Ou então fala que todos devem respeitar a opinião dos outros mas quando alguém tem uma opinião diferente da sua você já começa querer impor a sua, mesmo que o comentário em questão for educado. Quando você fazia postagens sobre filhos era assim. Se alguém dissesse que gostaria de ter filhos você já vinha com vários argumentos. Mas se fizesse o mesmo com você, já começava a considerar o comentário desprezível.
    Chega até parecer aquelas pessoas de esquerda: respeite minhas opiniões e escolhas mas não respeito as suas.
    Existem alguns blogueiros que agem assim como você em relação à opiniões diferentes, como aquele do Conhecimento Financeiro.
    Assim fica difícil ler e comentar num local desse tipo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não entendo... Por favor me mostre onde tive essa atitude, se for verdade serei o primeiro a concordar.

      Excluir
  18. Corey, o problema é que se alguém discordar de você automaticamente essa pessoa tem raiva, inveja e tudo de ruim só porque ela não concorda com tudo que você fala.
    Ou então fala que todos devem respeitar a opinião dos outros mas quando alguém tem uma opinião diferente da sua você já começa querer impor a sua, mesmo que o comentário em questão for educado. Quando você fazia postagens sobre filhos era assim. Se alguém dissesse que gostaria de ter filhos você já vinha com vários argumentos. Mas se fizesse o mesmo com você, já começava a considerar o comentário desprezível.
    Chega até parecer aquelas pessoas de esquerda: respeite minhas opiniões e escolhas mas não respeito as suas.
    Existem alguns blogueiros que agem assim como você em relação à opiniões diferentes, como aquele do Conhecimento Financeiro.
    Assim fica difícil ler e comentar num local desse tipo

    ResponderExcluir
  19. É isso aí Corey, cague para os idiotas que faltaram na aula de interpretação de texto.
    Sensacional a visão que vc está tendo sobre o mundo corporativo, onde "pintam maravilhas" para os de fora, e quando adentramos de verdade... Eis o precipício...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é amigo, o mundo das grandes empresas é osso de acreditar...

      Excluir
    2. É isso aí puxa saco, unknown, 11:23! Vá lá lamber as bolas do seu ídolo! Peça pra ele escrever e interpretar por você. Se não tem opinião própria é melhor fazer isso!

      Excluir
    3. Anon ofendidinho.
      Que sozinha.

      Excluir
  20. Hahaha
    Esse é o Corey!

    Acompanho seu blog, mas nem leio os comentários para evitar a fadiga. Tem muita gente sem noção, que não aprendeu a respeitar a opinião e escolhas alheias. É o que sinto ao ler inúmeros posts malhando os servidores públicos na finansfera. Fico com a sensação de que é um misto de mente fechada com uma pitada de inveja.

    Não pare de escrever... Continue c*g*ndo para eles. :*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lolita, os comentários fazem parte da história, é triste alguns blogs que não possuem muitos comentários ou até impedem comentaristas, mas infelizmente atrai gente doida mesmo.

      Eu mesmo sou um que sempre critiquei o servidor público porém sem meter o pau descontroladamente. Hoje em dia até entendo melhor o porquê das pessoas migrarem pra esse rumo...

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  21. Corey, não dê ouvido a haters, no fundo o que eles só querem é atenção.

    O que esperar dos habitantes de um país onde 38% dos estudantes do ensino superior não dominam habilidades básicas de leitura e escrita? Se está ruim assim no "ensino superior" imagina nos ensino mais básicos? Um país que nem os próprios professores sequer leem um livro por ano!

    Cague e ande mesmo para comentários toscos e sem sentido. Só você sabe o que está passando.

    Já passei por muita empresa bosta. Conheço até alguns blogueiros (Stifler pobre) que tiveram experiências completamente diferente da minha em multinacionais. Enquanto eu trabalhei em uma maravilhosa, tanto em organização quanto benefícios e ambiente organizacional, ele experienciou algo completamente diferente.

    Cair em uma empresa boa ou ruim no Brasil é como uma loteria, é questão somente de sorte, pois como você viu, só o que o RH nos passa não quer dizer nada.

    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala Pobre!

      O nível intelectual das pessoas é algo assustador, pessoas não sabem fazer contas básicas, não sabem escrever uma palavra sem erros de ortografia, não sabem interpretar um texto...

      Nunca imaginei que houvesse tanta desconexão entre RH e o resto da empresa, na minha cabeça RH deveria ser o mais ajustado possível com o resto da empresa.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  22. Estou adorando a saga Corey empregado. "Já comprei a pipoca para acompanhar o próximo episódio".

    Quanto aos comentários da Internet, é bom deixar claro que a maioria deles e os meus estão incluídos no grupo são baseados em convicções pessoais e não em verdades. Tanto aqui neste blog como em qualquer outro blog as pessoas despejam aquilo que acreditam. Expressar a verdade dá trabalho, muitas publicações científicas, por exemplo, precisam de páginas e mais páginas para justificar uma única afirmação contida em um único parágrafo.
    Particularmente eu até gosto daqueles que discordam de mim ou dos haters, pois eles tem o papel de tentar mostrar os pontos em que eu possa mudar o meu ponto de vista. Aqueles que unicamente batem palmas para mim têm pouco a acrescentar. Já os haters, "odiadores", são os arautos da antítese.

    No último post eu não comentei, no penúltimo sim, um comentário que eu fiz foi sobre a sua inocência Corey em perceber como uma grande empresa privada pode ser bagunçada. O que mantém uma empresa viva é se ela ganha mais dinheiro do que se gasta. Ponto final. Não é excelência na gestão, um bom produto/serviço, marketing para o público certo, canais de distribuição.
    Ai o cara que eu acompanho a alguns anos e admiro como empreendedor, tem mais de 15 anos de experiência profissional não percebeu como a banda toca. Para mim e inocência isso.

    Quanto a discussão sobre a renda ideal para se viver... é o mesmo que discutir o tamanho do pênis ideal para se satisfazer uma mulher. Meninos, cada um tem necessidades e aspirações de vida, se palpitar na dos outros será errado.
    Eu tinha um tio que tinha renda zero, aporte zero, rendimento zero e vivia de favores na casa dos outros, quando ele arrumava um dinheiro com o trabalho de marcenaria dele, ele guardava o dinheiro e gastava com bebida. Foi o cara mais divertido e carismático que já vi na vida.

    Abraço a todos,
    Maluco

    ResponderExcluir
  23. Uma renda passiva de 3k dá a possibilidade dá a pessoa parar de trabalhar e levar uma simples.
    Minha renda passiva hoje é de quase 2k e isso de certa forma me deixa seguro quanto a uma situação de desemprego, mas não penso em parar de trabalhar, só se algum dia minha renda superar uns 20k.
    Pra mim é complicado largar o emprego, sou servidor público, só sairia com um patrimônio alto.
    Eu gostaria muito de poder um alto padrão de vida e espero alcançar isso no futuro. Chegar a um salário líquido de 15k e somar mais 10k de renda passiva. Se eu alcançar isso até os 40 anos terei atingido meu objetivo, poderei ter um alto padrão de vida e tranquilidade financeira.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Qualquer pessoa que tem, sei lá, 500 reais de renda passiva, já está muito mais a frente que a grande maioria das pessoas no Brasil. É mais rica que muito empresário/executivo fodão por aí...

      Cada um é cada um, se você quer ter uma renda alta assim, ok, que assim seja, corra atrás...

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  24. Olá Corey!

    Legal que já se livrou da encrenca. Continuar nela só ofuscaria a sua vontade de trabalhar na área que tanto almeja.

    Sobre trabalhar no que gosta, muitos não acreditam que seja possível. É engraçado isso. Eu me destaquei onde trabalho devido a fazer o que gosto. Não foi por capacidade técnica. E alguns não acreditam quando falo...

    Para essa galera é irreal estudar algo que vc curte e colocar em prática pois muitos não querem se esforçar, correr atrás, essas coisas... Então eles não conseguem imaginar esse feito.

    Sobre seu momento atual, imagino o quão assustador o é. Afinal, você pode fazer o que bem entender. E isso faz surgir perguntas e perguntas... Não é fácil..

    Sucesso na nova empreitada!

    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Inglês:

      A vontade de trabalhar estava mesmo ficando ofuscada, estava perdendo o tesão, coisa que já recuperei.

      Eu mesmo não acreditava que era possível gostar de trabalhar, mas mudei de opinião. Tem gente que é muito cabeça fechada....

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  25. Quando eu falei que a classe média brasileira não era 100% honesta e coitadinha como gostam de falar, vieram dizer que eu era proselitista do PT.

    Não, eu não sou proselitista do PT, próximo ano votarei pela primeira vez em branco, só quero ter uma vida melhor, reconheço que o Brasil tem alguns problemas quase que irrervesíveis.

    Eu fiz esse comentário pois pessoas pobres, não esquerdistas e sem ascendência europeia como eu e que moram em uma região com grave escassez hídrica e emprego com um familiar com doença mental mas que não tem assistência médica adequada sofrem mais que esse tipo de gente (novamente não generalizando) de classe média que vive "enjaulada" em apartamentos, sem saúde, sem educação, sem transporte mas tem filho em escola privada, carro, plano de saúde, etc.

    Por isso não dar para achar verdade quando um brasileiro de classe média no exterior vem e diz que vivia como um pobre no Brasil.


    ResponderExcluir
  26. Sabe, essas ideia de fazer uma viagem para o sul da Ásia, volta ao mundo se hospesando em hostels, ou então morando em uma casinha na beira da praia não me representam rs. Eu não gosto disso.

    Meu plano A, é imigrar para um país melhor, morar em uma região fria. Meu sonho seria morar em um chalé nos Alpes, Altai, Carpátos, Montanhas Rochosas ou Alpes Japoneses, mas pode ser qualquer boa casa em um local seguro e com contato com a natureza.

    Eu teria uma empresa pequena, poderia ser de material esportivo, papelaria ou até mesmo um restaurante de comida brasileira, mas voltada para estrangeiros. Largar o trabalho e viver só na moleza é meio entediante para mim.Tanto que quando as férias passam dos 10 dias eu quero rapidamente voltar a rotina normal. Prefiro ter contato com outros funcionários (nesse caso como dono do estabelecimento), clientes, eu me acostumamei.

    No tempo livre, eu faria natação, vôlei, tênis, eu viajaria, teria aulas de dança, música, escreveria meu livro de ficção e aprenderia mais línguas, cozinharia mais. Enfim, parado não ficaria. Meu plano B é fazer essas mesmas coisas só que no Brasil e no meu trabalho, claro que não precisaria ficar mais tão surtado com meu emprego. Eu gosto muito de trabalhar, apesar dos obstáculos, desafios, me renova, me faz mais forte.

    Ficar sedentário faz mal para a saude física e mental.

    ResponderExcluir
  27. Corey, o texto é envolvente e bem escrito.

    O comentário do AdP me parece o mais lúcido. Define bem simplesmente a IF e o quão perigosamente no limite pode ser uma IF de 3 K.

    No mais boa sorte em sua vida.

    ResponderExcluir
  28. Corey, assim como vc, eu e outros leitores (blogueiros ou anônimos) percebemos uma certa leva de comentários raivosos no seu blog.

    Bem estranha foi a tentativa insistente em desqualifica-lo da FI, como se isso importasse a mais alguém além de vc mesmo.

    Para ilustrar com um pouco de matemática, o PIB per capita atualmente no Brasil é de aprox. 2 mil / mês. A expectativa de vida ultrapassou 70 anos. A renda no Brasil é muito desigual, o q significa que se tiver um sujeito que ganha 3,5k e outro que ganha 0,5k, a média continua sendo 2k, mas nao dá para entender isso olhando apenas pela média. É perigoso viver apenas com 2k? Talvez, mas a maioria vive com menos que isso e com uma boa expectativa de vida.

    Vejo na sua situação uma vantagem: vc ainda é jovem e instruído. Se fosse um idoso de 65 anos com baixa escolaridade, nao teria muito para onde correr, mas hj tem uma renda garantia e pode mudar de ideia e voltar a trabalhar muitas vezes ainda, quando quiser ou precisar, por no mínimo 20 anos.

    O blog do MMM teve um post sobre o Internet Retirement Police, se vc nao leu, vale a pena dar uma olhada , para ver q muitos blogueiros passam por esse tipo de critiscismo xarope.

    ABS!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, de vez em quando essa leva de comentários negativos aparecem, mas logo somem com a mesma velocidade. A "coincidência" é que sempre aparecem "várias" pessoas com comentários negativos no mesmo post, uma corroborando com a outra...

      A polêmica da IF de 3k nem foi iniciada por mim e sim por um leitor q afirmou viver com esse valor, concordei que é apertado porém viável.

      Sim, no exato momento estou vivendo coma renda do meu trabalho e não da renda passiva, e assim pode ser durante muitos anos.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
    2. PS: não conhecia esse post do MMM, fui ler e concordei 100%. Engraçado como isso é inerente do ser humano e não algo regional... As pessoas sentem inveja, tentam desvirtuar as conquistas... triste...

      Excluir
  29. Corey, muito legal essa leva de posts. Acho que você é a exceção da exceção por ter acumulado empreendendo e agora trabalhando como empregado na fase de independência financeira. Normalmente é o oposto né.

    Eu acompanho bastante blog gringo sobre IF tb, e a impressão que eu tenho é que depois que esse pessoal atinge a IF e decide abortar a carreira pré-IF, acabam ganhando mais grana com as atividades pós-IF por poder fazer exclusivamente o que se gosta e tomar mais risco. E em muitos casos nem mexem no que foi acumulado antes de atingir a IF. Olha o caso do MMM, do ERE, do Mad Fientist e muitos outros...

    Sobre a história da IF com renda passiva de 3k, penso que quem acha pouco é pq não consegue entender que as pessoas são diferentes, com valores pessoais diferentes e com padrões de gastos diferentes.

    Sobre o risco do valor da renda passiva ficar apertado, penso que depende da SWR que a pessoa utilizou, somente isso. Numa emergência absurda, o que de pior poderia acontecer? Consumir um pouco do principal, ter que voltar a trabalhar, talvez ter que fazer uns bicos... No big deal.

    Também acho que o valor da renda passiva para a IF pode ser pensado em camadas, começando por cobrir os gastos mais essenciais e aos poucos chegar ao ponto de cobrir os demais gastos eventuais do estilo de vida (viagens, restaurantes, hobbies, etc). O pessoal costuma fantasiar um valor engessado muito alto e não percebe que vai ser obrigado a trabalhar por muitos anos a mais pra acumular tal valor. Nem consideram como opção adotar uma vida mais simples/minimalista e ter muito mais tempo livre pra fazer o que bem entender da vida (por ter que acumular um valor menor e consequentemente trabalhar por menos tempo pra acumular tal valor).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, sou one in a million, normalmente as pessoas se aposentam das carreiras e vão empreender, fiz o caminho oposto e por isso sou visto como louco, o mesmo já aconteceu diversas vezes na minha vida porque no geral faço as coisas de maneira oposta a maioria das pessoas.

      Tb percebo isso, os gringos conseguem levar uma vida bem tranquila após a IF quase sempre sem mexer no principal. Como vc disse o fato de se dedicar a coisas que se gosta acaba trazendo mais dinheiro q o se espera.

      Sim, é o que disse, as pessoas vivem na bolha da classe média onde é impossível viver num lugar pequeno e barato, não ter carro, não torrar fortunas em noitadas, etc, etc... Num post passado fui crucificado por não ter um carro "que presta", porque onde já se viu alguém que atingiu a IF (o que as pessoas pensam ser milionário) andar de carro com 20 anos de idade...

      Tb concordo sobre pensar na IF como camadas. No atual momento minha renda passiva cobre as camadas básicas e um pouco da avançada (viagens) o que já me deixa muito confortável.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  30. Corey, você considera possível trabalhar com o que gosta certo? Eu também.

    Eu não gosto muito do que faço, mas gosto da flexibilidade de horários que me proporciona.

    Pra mim, poucas pessoas têm o privilégio de trabalhar com o que gostam, e geralmente são profissões operacionais: Mecânicos, pedreiros, pintores, jogadores de futebol, lutadores, pilotos, confeiteiros. Alguns gostam de escritório, de serviço burocrático, de papelada, mas geralmente as pessoas não gostam, e aceitam trabalhar em escritórios, para sobreviver mesmo.

    Acredito que pequenos empresários também podem gostar da sua empresa. Ex: Donos de pequenas padarias, mercearias, comércios no geral, construtoras, restaurantes.

    Por que pequenos? A resposta é simples: As pessoas gostam do operacional que aquilo traz, gostam do controle direto.
    O grande empresário acaba perdendo o controle, pois são outras pessoas que acabam administrando suas empresas.

    Vamos dizer que o mecânico aumentou sua oficina, e pra isso, contratou outros mecânicos, secretárias, contador, alugou espaço maior, e agora, ele virou um administrador/empresário, se livrou do "trabalho pesado", e automaticamente, ganhou novas funções, agora mais burocráticas e menos operacionais.

    Do ponto de vista financeiro e empresarial, ele é um sucesso.
    Do ponto de vista pessoal e profissional, talvez ele se desaponte, com o passar dos anos. Porque ele gostava de ser mecânico.
    Entende onde quero chegar?

    A essência do empresário, é administrar seu negócio, contratar gente, aumentar faturamento, expandir, criar uma rede, até vender a empresa e começar outro negócio.

    Na verdade, não existe graça alguma em ser esse tipo de empresário. Existe apenas dinheiro e poder.
    A graça da vida está no operacional (claro que o dinheiro e poder, dão tesão também, mas é um tesão diferente).

    Esse é o grande dilema. Todos querem ser grandes empresários, mas não percebem que para o grande, não existe graça alguma.

    Qual o tesão de ter uma rede de farmácias? Ou uma concessão de aeroporto? Ou uma fábrica de parafuso? Ou construtora que faz 50 torres minha casa minha vida num terreno? Ou ser banqueiro? Qual a graça disso?

    Estou sendo romântico demais, mas passei a focar minha vida em experiências. Tanto na vida, quanto no trabalho.

    Admiro pessoas que gostam do seu trabalho, independente da sua classe social.

    Prefiro a excelência em determinada área, do que o tamanho do faturamento.

    Qual o tesão da construtora MCMV? Agora, o tesão de fazer um prédio, em alto padrão, que se diferencie dos demais pela qualidade, entregar um produto ótimo, que gere satisfação no cliente, isso sim dá tesão. Buscar a excelência.

    Ter um restaurante que sirva poucas opções, mas que seja excelente, que as pessoas saiam de suas cidades, para irem jantar no seu restaurante. Esse é o retorno que os negócios excelentes têm.

    Ser pedreiro, e ser reconhecido pelo padrão de acabamento do seu serviço. Isso é algo intangível, é outro tipo de lucro.

    CONTINUA...

    ResponderExcluir
  31. CONTINUAÇÃO....

    Excelência é sinônimo de exclusividade. Todos querem dinheiro, para comprar coisas exclusivas. Ninguém quer ficar rico pra andar de Uno por aí, nem almoçar no buffett da esquina.

    Claro que 99,9% da sociedade não pode pensar assim, pois já nascem devendo, e estão sempre numa busca alucinada por dinheiro e consumo, por isso essas pessoas te criticam. Estou em busca da IF também, e com 3k eu pararia de trabalhar no que trabalho, faria um mochilão por aí, e iria para alguma área, para ser excelência, até porque, a excelência proporciona margem de lucro muito maior, pois as pessoas simplesmente consomem seu serviço e não estão interessadas no quanto vai custar.

    Já caí muito no conto do empreendedorismo, aquela coisa de crescer a qualquer custo, na marra, vender mais, achar legal trabalhar mais, mas com o tempo, aprendi a avaliar e filtrar o que vale a pena.

    O minimalismo me ajudou muito também, e foi natural. Parece que desde pequeno já não me enquadrava com o restante, nunca fui de consumir demais, e sempre pensei: por que as pessoas fazem o que fazem?

    Pra mim, a resposta pra saber se você gosta do que faz, é simples de responder:

    Se você ganhasse R$1.000.000,00, (ou o suficiente para se aposentar, pra mim 3k mensal é suficiente) continuaria trabalhando no mesmo trabalho? Se a resposta for Não, é porque você está apenas atrás de dinheiro.

    Minha sugestão é a mesma que a sua, buscar IF, e depois fazer o que gosta (lembrando sempre que estamos sempre mudando, talvez o que você goste hoje, não faça sentido daqui a 5 anos).

    Abraços Corey,

    Att,
    Pretorian

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pretorian:

      Excelente comentário, muito sensato. Não achei nada romântico como vc disse e sim racional. No fundo é isso mesmo, a gente quer ser fodão, crescer e crescer cada vez mais somente por dinheiro e status. O operacional é o que traz felicidade, é o que dá tesão. Veja o exemplo dos médicos que vão nos buracos do mundo, como os médicos sem fronteiras. Eles vão porque gostam de ajudar, se sentem bem com isso mas com certeza tb por desafios profissionais, por ter que improvisar, colocar em prática o conhecimento que possuem... Isso é serviço braçal e grande parte das pessoas gostam disso.

      "Qual o tesão de ter uma rede de farmácias? Ou uma concessão de aeroporto? Ou uma fábrica de parafuso? Ou construtora que faz 50 torres minha casa minha vida num terreno? Ou ser banqueiro? Qual a graça disso?" - na boa, acho que tanto faz ter qq uma dessas empresas, no fim das contas só vale a pena pelo dinheiro mesmo. O grande problema é que existe pouco espaço para empresas mais "humanas" o que impede muita gente de ter um negócio diferenciado e excelente.

      Eu mesmo sou um cara que sempre buscou somente o dinheiro nas minhas empresas, nunca tive tesão algum em tarefas administrativas, não sei como alguém pode gostar disso...

      O minimalismo é uma das melhores ferramentas de vida que alguém pode ter, ajuda de maneira espetacular a ter uma vida decente, tranquila e com pouco dinheiro. Assim como vc sempre me senti pouco a vontade com o consumismo, logo o minimalismo é algo natural, orgânico.

      Ler o que vc escreveu me deixou mais aliviado por estar fazendo o que tenho vontade, trabalhando com aquilo que gosto e me dá tesão. É impressionante a facilidade com que é possível fazer um bom trabalho quando se gosta dele.

      Grande abraço!

      Corey

      Excluir
  32. Grande Corey,

    Estava lendo os textos do amigo Frugal Simple e a aventura dele com uma franquia.

    O que você, como empreendedor próprio, acha sobre?

    Sei lá, talvez uma franquia da própria área que você gosta, quem sabe não seria a sua IF?

    Pensando no texto do Frugal, colocando no meu caso: Bom, eu luto pela IF.

    Se eu comprasse uma franquia que me gerasse os 10K líquidos mês que almejo, com bons funcionários que me permitissem ter mais tempo livre e usar poucas horas para gerenciar a franquia, digo empregados realmente qualificados e com comprometimento, a IF já seria atingida.

    É algo a se pensar.

    Um abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grande VdC!

      A ideia de ter um negócio "tranquilo" não sai da sua cabeça, né?! Rsrs! Cara, o buraco é mais em baixo... Vou passar lá no Frugal pra ver essa aventura dele mas a princípio Uma franquia pra deixar 10k por mês, com trabalho de poucas horas semanais, funcionários firmeza é algo utópico demais. Não acho que isso exista... E se existir vai requerer uma quantia de investimento totalmente fora de contexto. No geral franquias boas possuem rentabilidade baixíssima o que na minha opinião não compensa.

      É de se pensar, e pensar muito, muito mesmo... pq as chances de sucesso numa estratégia dessas são mínimas...

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  33. Caro Corey, sou o Anôn da IF de 3K. Não foi minha intenção desvirtuar o assunto do seu post.

    Não esperava essa "polêmica" toda em um simples comentário, mas fico feliz pois a discussão foi proveitosa, tanto no seu blog como em outros espaços dentro da blogosfera.

    Confesso que me conduziu há alguns questionamentos de ordem pessoal. A reflexão, aquilo que nos faz pensar, nos engrandece.

    Qualquer hora dessas detalho minha IF 3K e publico aqui. A tal "bolha da classe média" é um monstro que já deveria ter sido eliminado, mas enfim, tudo se resume a padrão de vida e expectativas(mindest, estado mental) de cada indivíduo.

    No fim, parece que eu seria um "grande blogueiro", ao relatar a vida dentro de uma IF de 3k, além de explorar os conceitos low profile, vida no interior, minimalismo, trabalho flexível, frugalidade, etc. Mas vou continuar na sombra, desfrutando do que já conquistei.

    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anon, tenho uma curiosidade genuína sobre os detalhes da tua jornada financeira.

      Você sempre foi do interior de SC ou foi morar aí depois da IF em função do custo de vida?

      Qual sua SWR?

      Excluir
    2. O custo de vida de cidades razoáveis ou mais desenvolvidas do interior não é tão menor que as grandes cidades, os imóveis de maneira geral custam mais barato, mas mesmo assim costumam ser caros para a renda média local.
      Acredito que não é o interior que é barato, ele é apenas menos caro.
      Mas custos como transporte, combustível, produtos industrializados em geral podem em muitos casos ser até mais caros que em uma grande cidade.

      Excluir
    3. Amigo, vc sem saber acabou contribuindo muito pra blogosfera, levantou um assunto bem interessante. Vou fazer um post sobre a bolha da classe média, tb acho que deve ser explodida o mais rápido possível. Vc pode continuar nas sombras e mesmo assim contribuir com a blogosfera, fique a vontade pra usar esse espaço.

      Sobre o custo entre interior e capital acho que é relativo sim, mas o simples fato do custo de moradia ser menor com certeza causa diferença na vida.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
    4. Anon da IF de 3 K, como você chegou no cálculo de que tem esse valor livre? É aluguel ou juros de banco? Se for juros de banco, você pegou o que rende mensalmente? É isso?

      Excluir
    5. Aqui Anôn IF 3K.
      Valeu Corey, agora respondendo aos Anôns:

      Não mencionei que tenho 36 anos, fiz carreira na iniciativa privada, sou de Brasília (minha ida para SC se deu depois da IF). Detalhe: comprei o imóvel ainda na planta uns 7 anos atrás, por influência de um familiar.

      Minha TSR é flutuante, no intervalo de: 3,7% à 4,5%.

      Quer saber? Eu vou escrever um pequeno e-book com detalhes, aguardem.

      Excluir
    6. rapaz dos 3k, sua contribuição seria muito interessante para a comunidade. Ficaria feliz em conhecer sua trajetória. feliz IF !

      Excluir
  34. Me pergunto, será que um dia vão entender que:

    Existem pessoas simples, que gostam de coisas simples, que se sentem realizadas com "pouco", que dão valor a liberdade, que valorizam o tempo, que a partir de determinado patamar já não dão mais tanta importância ao dinheiro, que não são atraídas por exposição/status, etc.

    Veja o cara da IF 3K, solteiro, litoral de SC, apartamento quitado, bom carro, vida tranquila.

    O cara certamente tem mais de um milhão de reais para conseguir retirar e preservar o principal (abre aspas, nem sabemos a fonte da renda passiva) já tem apartamento quitado. E isso é pouco? Tenhamos bom senso, somos um País de Miseráveis. Esse cara já faz parte de 1% da população tupiniquim com certeza.

    Quantos dariam tudo para ter a vida igual a dele, o padrão dele é um sonho para mim, meu objetivo. Olhe eu hoje: SP capital, 9k bruto, CLT, pagando aluguel, metrô todo dia, PQP, preciso falar algo a mais, ainda estou na luta.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se o cara pode viver com pouco será que vale a pena toda essa luta por IF? Anon a fio esperando a tal IF para viver depois com 2, 3k/mês?

      Não seria mais fácil arranjar um emprego ou empreender de algum modo para ter essa renda de 2 ou 3 k e ir logo para a beira da praia e pronto?

      Excluir
    2. É o que chamo de bolha da classe média, muitos de nós não conseguem entender que muita gente é feliz sem carro, iphone, sem casão, sem ostentação... é possível sim e feliz de quem consegue isso.

      Um trabalho pra ganhar 3k não deixa de ser um trabalho, se a pessoa não gostar desse trabalho, será uma tortura mesmo ganhando pouco.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  35. Incrível tua paciência pra responde hater rsss, tomara que esse blog te de algum retorno financeiro.
    Sempre te imaginei formada em turismo, o povo tem tara por TI né??kkk
    Hum, aqui no interior da Bahia, 3k em cidades menor de 20k hab, e solteiro sem filho é REI!!!!rsss
    ABRAÇO

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ganho nada, meu blog não é monetizado, rsrs!

      Excluir
  36. Corey,
    porque esse unknown acha que todo mundo que discorda da opinião da maioria é hater? Meu Deus, respeite a opinião alheia! Cada um sabe da sua realidade. Ninguém está errado. Cada um tem sua vivência.
    Uns vão achar muito dinheiro a quantia de 3 k e outros não. Simples assim. Tudo depende de quanto cada um tem na carteira.
    Achar que quem discorda vive numa bolha da classe média também é não respeitar a vida dos outros. Sabe-se lá se a pessoa tem três filhos, se algum tem problema de saúde, sei lá!
    Por outro lado, sabe-se lá se o rapaz que causou a polêmica (comentário lá de cima) considerou a desvalorização do principal pra ter os 3 k livre? Vai saber! Portanto, vamos respeitar as divergências!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bolha da classe média é um assunto muito mais complexo, estou escrevendo um post sobre isso, aguarde...

      Excluir
  37. brasileiro é um povo de quinta que não sabe lidar com a independência financeira alheia. muita inveja!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Triste, mas não é só coisa de BR não, o MMM tem um texto sobre isso: http://www.mrmoneymustache.com/2013/02/13/mr-money-mustache-vs-the-internet-retirement-police/

      Excluir
  38. Pra que dar explicações? É a sua cabeça, sua vida. Faça o que quiser, ué? Nem escreveria esse post aqui se fosse eu. De qualquer forma, obrigado por compartilhar, me divirto aqui faz tempo! Gosto de dar aula, por prazer. Fui professor liso por muitos anos. Decidi ganhar dinheiro depois de algum tempo e a IF, apesar de ainda um tanto distante, já é visível. Quando chegar lá, quero voltar a dar aulas. Duas vezes por semana, duas férias por ano. Ganhar o suficiente para a feira do mês. Muito melhor que esse teu emprego 8-12,14-18. hehehehehe Estou curioso pelos próximos capítulos. Novamente, obrigado por compartilhar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Faço esses posts de explicação pq acredito que não sou imune a passar uma mensagem diferente da que pensei e quando algo vira polêmica e é desviado do foco é pq tem algo errado.

      Gostaria de ter paciência e ser professor, com certeza é uma boa profissão para aposentados...

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  39. IF de 3K é coisa de burguês! O lance é IF de índio: ZERO! Vamos viver pelados no mato, comer raízes e ratos!

    ResponderExcluir
  40. A maioria dos caras que desvirtuam o assunto principal do post são anônimos. Essa audiência é boa pq mostra o alcance das coisas que vc posta, mas ao mesmo tempo aparece uns caras para tumultuar.

    As pessoas parecem ter dificuldade de aceitar que cada caso é um caso e cada um sabe bem da própria vida.

    Esses teus posts como empregado foram ótimos. Como eu disse em outro comentário, é provavelmente o contrário do que a maioria do pessoal ta buscando. Mas, na real, sempre que eu penso do dia que chegar na IF e não precisar trabalhar, vou procurar algo pra me ocupar pra não ficar no tédio.

    abração.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na verdade "esseS caraS" devem ser um só porque é engraçado como um post com hater sempre terá "vários" haters...

      Essa dificuldade de aceitar as diferenças de estilo de vida é algo muito triste. Se a pessoa possui essa limitação, com certeza terá outras tb.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  41. Curiosidade: quando você pediu para sair o que eles alegaram? ficaram P.. da vida com você ou foi de boa?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Stifler, vou falar sobre isso no próximo post mas resumindo eles tentaram me segurar, mas não rolou.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  42. Calma jovem, não deixa a galera te tirar do sério.
    IF no 3k não é pra qualquer um não, é patrimômio pakas pra gerar essa renda aí.
    Frustrante essa empresa aí, porém é a realidade de várias, apesar de termos empresas sérias que valorizam o empenho e respeitam o profissional.
    Sigo acompanhando seus próximos passos, abraço!

    PS:Achei que tinha você no meu roll, mas acabo de adicionar, se puder corresponder a gentileza eu serei grato.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Algumas pessoas disseram que esse é o modus operandi das grandes empresas mas já estive dentro de outras e não era assim não...

      Vou passar por lá, abraço!

      Corey

      Excluir
  43. corey, sua perspectiva é muito interessante, nao é todo dia que encontramos alguem que acorda cedo pra ir trabalhar simplesmente porque quer e nao porque precisa. Está de parabéns ! Depois vou dar uma devorada no blog pra entender sua trajetória. Se quiser indicar algum post agradeço. Feliz IF !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado amigo! Leia sim e vc entenderá um pouco da minha trajetória, abraço!

      Corey

      Excluir
  44. Enfermeiro! O Corey é enfermeiro! Não sou da turma das críticas nem dos elogios. Sou da turma do adivinha mesmo. hahahaha.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Profissão importantíssima para a sociedade (muito mais que várias engravatadas por aí), antiga, jamais será obsoleta, boa empregabilidade, necessário grande conhecimento técnico (não basta se formar, tem que continuar estudando e praticar). Taí uma profissão que eu abraçaria, rsrs!

      Excluir
    2. Acho que o Corey trabalha na indústria. Talvez na área de projetos.

      Excluir
    3. Eu diria engenharia mecânica. Trabalha numa fábrica de auto peças, ou algo ligado ao gênero.

      Excluir
  45. Ola corey, conheci seu blog através do blog do pobretão.TAmbém entrei para a blogsfera. Sucesso pra nós.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  46. Eu também sou dos adivinhos, o grande mistério do corey, qual segmento eram as lojas dele e qual a profissao dele. Espero que você conte no dia que for morar fora rsrs

    ResponderExcluir
  47. O pessoal fala de valores, 3k é pouco ou não, etc...

    Antes eu achava que IF era aquela coisa de não ter que trabalhar mais, tacar o foda-se em todo mundo e ficar de pé pro alto o resto da vida.
    Mas, pra bem ou pra mal, eu mudei meu pensamento. Acho hoje que IF significa simplesmente "desassociar" dinheiro de trabalho. Essa sensação de simplesmente trabalhar no que quer 100 % deve ser incrível.

    É engraçado como as coisas são né? Agora que você está livre, parece que quer trabalhar mais. Muitas pessoas não entendem isso, mas eu hoje começo a entender aos poucos. Isso costuma ser uma característica predominante em pessoas ricas que construiram sua fortuna

    E o mais legal é que por estar trabalhando assim, você vai ser mais produtivo, não vai ter medo (já que o dinheiro não está em jogo), e vai evoluir 'profissionalmente' muito melhor do que a maioria dos empregados 'comuns'.

    Parece que existe uma lei no mundo que faz com que quanto menos você precisa de algo (pode ser grana, amor, atenção, ou qualquer coisa), mais fácil é para conseguir isso.

    O que vocês acham?
    Abraços

    ResponderExcluir
  48. Corey, não sei como você aguenta os haters... Eu, particularmente, mesmo que não concorde com uma ou outra coisa, considero de grande valor o fato de alguém compartilhar um pouco de sua vida conosco, em um nível que vai além das vidas fakes expostas em redes sociais. Quero destacar dois pontos, que aconteceram comigo também: (1) Existe vida além de TI (e eu sou engenheiro de computação), em áreas que muita gente nem sonha; (2) Não sei se é exclusividade do brasileiro, mas as reações são as piores quando percebem que você gosta do trabalho e, devido à independência financeira, não dá a mínima se vai ser demitido ou não, o que deixa você mais leve e mais focado em fazer um bom trabalho (a inveja brota selvagemente nos corações dos "colegas" de trabalho).
    Enfim, obrigado pelo blog.

    ResponderExcluir
  49. Corey, ok você estar com a IF e/ou renda de R$ 3K por mês, mas a incoerência está no fato que isso não cobre seus gastos, ou você deixará de fazer suas viagens internacionais 1x por ano?

    ResponderExcluir

Os comentários desse blog são moderados, ou seja, passam pelo meu controle antes de serem publicados. Esse é o motivo pelo qual seu comentário não aparecerá logo após você clicar em "Publicar", portanto não precisa postar 2 ou 3 vezes! Posso demorar, mas publicarei e responderei todos os comentários que não contenham trolagens, intrigas, propagandas e baixo nível.