segunda-feira, 24 de julho de 2017

Corey Empregado - As Cagadas

Que merda, heim?!
No último post expliquei como foi a busca e seleção de emprego, que aceitei a proposta da Empresa 5 e disse que os pesadelos começaram. Hoje não vou falar sobre o que deu errado e sim sobre as cagadas que fiz relacionadas a busca de emprego. Calma, uma coisa tem a ver com a outra, sendo que a maior cagada foi justamente aceitar o emprego.

Lembro o leitor que até então não tinha nenhuma experiência com entrevistas e processos seletivos de empresas. Como empregador sempre fiz tudo de maneira empírica, selecionando pessoas mais pelo feeling que por outra coisa, nunca segui padrões nas seleções, nunca soube como fazer isso, enfim, não aprendi grandes coisas sobre seleção de pessoal. Quando chegou minha vez de ser selecionado percebi que empresas médias e grandes utilizam RHs profissionais, o que se reverte em procedimentos demorados e muitas vezes sem o menor sentido pra quem vê de fora.

Veja que fui selecionado por 3 empresas. A Empresa 2 me aprovou no processo seletivo porém mandou aguardar para que fosse informado a vaga e procedimentos para a contratação, isso já se passam quase 60 dias e até hoje não houve mais contato, ou seja estou aprovado mas não contratado. A Empresa 4 é basicamente o mesmo, fui aprovado mas entre cada etapa é necessário aguardar 20 dias. Por fim a Empresa 5 demonstrou mais agilidade e acabei indo trabalhar para eles.

Entenda que meu objetivo é trabalhar com algo que gosto e conseguir alguma promoção e mudança de cargo num prazo curto para conseguir desfrutar de ao menos algumas etapas da carreira relativa a essa profissão, na minha cabeça essas promoções deveriam acontecer rapidamente afinal não vou ficar trabalhando com isso pro resto da vida. Sei desde o começo que minha carreira profissional será curta, não há porque ficar anos trabalhando nisso porque mesmo gostando muito do trabalho em si, é algo que cansa e que não preciso fazer pra sobreviver, logo o incentivo de me manter empregado é limitado. Não sou romântico o suficiente pra achar que minha trilha profissional será cor de rosa com cheiro de jasmim, o trabalho é legal mas junto com ele vem o kit composto por colegas e chefes cretinos, 44 horas semanais, folgas e férias engessadas, relógio de ponto, procedimentos cretinos, desconto de FGTS, sindicato, IR, VT e VR. Quero galgar posições não para "agregar valor a empresa" ou "fazer a diferença no mundo" mas sim pra ver qualéquié mesmo.

Dentre essas empresas sem dúvidas a mais interessante para se trabalhar é a "2", o salário inicial é maior, há treinamento intensivo e várias oportunidades de vagas pois ela é uma das maiores do mercado. Por outro lado o crescimento é possível porém lento já que há uma fila hierárquica grande para ser percorrida até um cargo mais interessante o que complica meu plano de entrar, crescer e sair fora num tempo razoável. Tenho impressão que se tivesse ido atrás da empresa invés de esperar, conseguiria uma vaga, mas o fato de ter crescimento demorado me impediu de fazer isso.

A Empresa 4 é também bem interessante, me pareceu a mais organizada e tem uma possibilidade de crescimento relativamente rápido, fato esse que acaba equilibrando o salário mais baixo. Se eles não fossem tão morosos com certeza eu estaria trabalhando com eles.

Já a Empresa 5 (meu atual empregador) juntou um pouco de todas as qualidades que estava buscando. Salário inicial na média, possibilidade de crescimento extremamente rápido e agilidade na contratação. Acabei indo na esperança do pacote ser interessante e aqui está a grande cagada. Eles se demonstraram uns grandes filhos da puta (aguarde o próximo post).

Acredito que fiz um conjunto de cagadas começando por minhas expectativas. O plano era começar no operacional e subir para algum cargo de gerência porém o imbecil aqui não se deu conta que o tal prazer em trabalhar está somente no cargo operacional da coisa, ou seja, essa brisa se perde completamente conforme o nível hierárquico vai subindo. Nesse pouco tempo de empresa percebi que ter um cargo gerencial nesse ramo é abrir mão do trabalho operacional (onde está a diversão) e se dedicar totalmente a burocracias internas*, respeito a chefes idiotas, ter discursos incentivadores de equipe, ser falso pra caralho, etc. Na minha cabeça a coisa era totalmente diferente, antes de entrar eu queria chegar nesse nível porque imaginava ser uma extensão do trabalho operacional, imaginava que num cargo gerencial eu saberia tudo sobre o operacional e poderia ensinar os novatos. Doce ilusão, o gerencial é somente um burocrata besta propagador das cagadas da empresa, mais nada!  Nesse contexto acho que foi uma cagada não ter corrido atrás da Empresa 2 que poderia me oferecer justamente isso: trabalho operacional com salário legal. Podem me chamar de burro a vontade, admito que sou... Fiquei bem perdido sobre o como, no que e onde trabalhar... Minha situação é muito diferente a da maioria das pessoas que acaba deixando a vida levar e vai construindo uma carreira de acordo com o surgimento de oportunidades, tudo o que queria era trabalhar com que gosto mas como nunca havia feito isso de maneira séria, não sabia como começar e como fazer.
 * É impressionante como uma empresa grande consegue ser burocrática, é incrível a quantidade de emails que são trocados somente para resolver problemas simples. É necessário 1 semana, uma caralhada de emails, vários departamentos envolvidos somente pra trocar uma lâmpada (um exemplo). Problemas simples do dia-a-dia não são resolvidos porque um departamento não pode interferir no outro. A quantidade de gente sem qualquer conhecimento técnico do trabalho envolvida na tomada de decisões é uma coisa assustadora, isso leva a mais morosidade, decisões tomadas na base do achismo, perda de relevância de mercado, etc. Imaginem um supermercado que por algum motivo qualquer não comercializa um tal produto chamado Coca-Cola (já ouviu falar?), talvez os compradores ou diretores de compra não conheçam esse produto e por isso não coloquem no mix de produtos. Os clientes pedem Coca-Cola diariamente ao pessoal da loja que reportam seu gerente, que reporta seu supervisor, que reporta seu comprador, que reporta seu diretor de compras, que reporta seu diretor financeiro, que reporta o diretor geral que coloca na pauta de uma reunião. Porém como existem reuniões pré agendadas para discutir a comercialização ou não de sabão Omo, a decisão da Coca-Cola vai pro fim da fila, após 90 dias finalmente chega a hora de decidir se o mercado comercializará Coca-Cola, mas como a reunião não atinge o número mínimo de acionistas e o diretor de marketing está numa viagem importante ao Espírito Santo para conhecer uma tal de "Chocolates Garoto" que está sendo pedido pelos clientes, então a decisão volta ao fim da fila. Percebem onde quero chegar? Minha empresa tem burocracias e morosidades assim... Deixa de fazer coisas totalmente pertinentes ao ramo por ter chefes demais que nunca trabalharam nesse ramo e não possuem a menor ideia de como o "chão de fábrica" funciona.

Outra cagada foi ter insistido em diversos processos ao mesmo tempo, faltou paciência para achar a vaga mais interessante e acabei me deixando levar pela mais ágil. Justo eu que não tinha pressa pra começar a trabalhar, não dependia do salário... poderia ter usado isso a meu favor e analisado melhor as propostas e situações. Aceitei a empresa mais ágil sem me dar conta que eles estavam na verdade desesperados para preencher vagas e que fizeram isso sem muito critério o que se refletiu em um trabalho de bosta pra mim. Como já havia aceitado a vaga acabei não indo atrás da Empresa 2 e a segunda etapa do processo da Empresa 4 foi no meio disso o que com certeza prejudicou minha imagem (embora deixei claro que quando iniciei o processo com eles estava desempregado e que dependendo da proposta deles poderia trocar de emprego, a entrevistadora pareceu entender...).

Me caguei por não ter paciência. Esse é um grave defeito que devo corrigir, sou extremamente imediatista e isso vem me prejudicando bastante nos últimos anos.

No próximo post vou ser vitimista pra caralho e chorar as pitangas de como meu emprego é uma bosta, aguardem...

Update: nesse meio tempo outras 5 empresas (isso mesmo, CINCO) entraram em contato comigo querendo marcar entrevistas ou seleções. Descartei algumas e como estou insatisfeito no emprego atual, acabei aceitando o convite de outras... Cenas dos próximos capítulos...

84 comentários:

  1. Corey esse post foi longo e envolve uma série de coisas:

    Processos seletivos de empresas: Na minha opinião dinâmicas de grupo em específico em 99% dos casos são bizarras, pode até ser que resultem em contratações acertadas, mas nem por isso deixam de ser bizarras.
    Entrevistas de trabalho são basicamente perguntas e respostas politicamente corretas, se você for muito verdadeiro provavelmente não passará.

    Morosidade e burocracia das empresas: Agora que você está vendo de perto tudo isso, talvez você mude um pouco a ideia de que as empresas públicas é que são as líderes absolutas da ineficiência, são também, mas a iniciativa privada nem sempre é o melhor exemplo de eficiência.

    Politicagem: A politicagem e a falsidade que muitas vezes rolam nas empresas são sim chatas e nojentas pra cacete.

    Por fim o próximo post vitimista: Nem sempre reclamar de algo é puro vitimismo, é que tem coisas que merecem críticas mesmo e tem momentos que a paciência se esgota e aí é perfeitamente compreensível que se reclame de algo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente, seleções são uma incrivel perda de tempo para todos os lados e o que mais me assusta é a total desconexão entre recrutadores e o trabalho para qual estão recrutando. Não entendo o pq não colocar ao menos uma pessoa insider na seleção.

      Sem dúvida já tirou um pouco minha imagem q só repartição pública é pouco eficiente e burocrático. Empresas privadas tb o São.

      Vc verá q reclamarei com razão, nada de mimimi.

      Abraço
      Corey

      Excluir
    2. Anon 24/7 20:35

      A grande diferença entra uma empresa privada ineficiente e uma pública ineficiente é que a primeira vai a falência e a segunda é socorrida pelo governo com dinheiro da sociedade.

      Parece ser só um detalhe, mas faz uma grande diferença.

      Excluir
    3. Anon 08:04. Entendo seu ponto de vista, apesar que tem muita empresa provada ineficiente que trabalha assim por muito tempo sem fechar. Isso é comum também, depende muito da demanda por aquele produto ou serviço.

      Muitas empresas públicas que são ineficientes não precisam de dinheiro público para socorrê-las, elas simplesmente não são ageis como poderiam e continuam dessa forma.

      Entendo seu comentáro, mas ele não se aplica a 100% dos casos, e tem grandes empresas privadas socorridas pelo governo também. Portanto a coisa não é assim tão simples.

      Excluir
    4. Somente empresas muito grandes conseguem obter grana de socorro do governo, a imensa maioria simplesmente quebra mesmo.

      Excluir
  2. Cara, que belo experimento. São poucos que podem se dar ao luxo de escolher onde trabalhar. O que dizer então de trabalhar por prazer, simplesmente para experimentar como é fazer algo que gosta, na sua área. O fato é que buscamos a independência financeira para não ter que bater ponto e ter a obrigação de trabalhar, que no fim das contas, não nos damos conta de quão importante é ter uma ocupação. Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza, me sinto um privilegiado, independente se está dando certo ou não .

      Não há como ficar sem ocupação, achava q dava mas não é saudável.

      Abraço

      Corey

      Excluir
  3. Estou animado pela série Corey Empregado rsrs, que venham as pitangas do próximo post !

    ResponderExcluir
  4. Olá Corey.

    Seja bem-vindo ao mundo corporativo.
    Essa empresa que você trabalha está igual ao órgão público que trabalho. Burocracia para todos os lados.

    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, jamais imaginei q seria assim, ainda mais numa empresa grande.

      Abraço

      Corey

      Excluir
    2. Inocente em Corey. Quanto maior a empresa, mais burocrática ela é, e também mais estúpida.
      Só sobrevivem pois os produtos e serviços ofertados por ela são vendidos, dificilmente é por causa da gestão. Quanto mais funcionários de paletós mais merda tende a feder no local.

      Tente não enfartar por causa da insensatez,
      Maluco

      Excluir
    3. Com certeza era inocente nesse quesito, sem dúvidas. O caso da minha é que se sustenta no mercado pq tem grana pra injetar, caso contrário a concorrência já teria engolido.

      Excluir
  5. É Corey, Bem vindo a burocracia das empresas privadas. É cada coisa que você irá presenciar...

    No aguardo dos próximos capitulos...

    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já estou vendo cada coisa de cair o cu da bunda.

      Excluir
  6. Corey quais sits voce usou para enviar curriculos? O rigado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Infojobs, vagas.com e diretamente nos sites das empresas

      Excluir
  7. Apesar das burocracias, dependendo da empresa tudo fica muito bem documentado e rastreável, agora imagine o setor público? lá é uma bagunça geral !!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gostaria de dizer q na firma é assim mas o buraco é mais em baixo...

      Excluir
    2. Eu como servidor público, ex-privado afirmo: tem bagunça no setor público sim e também tem no setor privado. Nas empresas privadas eu via muita merda e na pública vejo muita bosta.
      Cada tipo de instituição tem a sua forma de prejudicar com o andamento do trabalho.

      Excluir
  8. Estou adorando essa nova etapa da sua vida, você está cheio de histórias pra contar e motivado pra postar aqui, hehe.
    Sei que deve estar passando por uns perrengues desnecessários, mas o compartilhamento dessa visão de trabalhar porque quer está sendo ótimo.
    No aguardo dos próximos posts!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ryca, experiências ruins podem e normalmente são integranteinteressantes então não tenho o q reclamar sobre isso.

      Excluir
  9. Pensei que como tinhas a experiência de empregador, poderias ter uma visão diferente. Mas engano meu. És do mesmo padrão reclamão e preguiçoso típico do Brasil. Achas que és mais que os outros, pensas ser explorado pela empresa. Típico sudaca. Talvez seja melhor viver sua independência financeira de patrimônio inferior a 500 k pois não tens culhoes para enfrentar a vida real.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "És do mesmo padrão reclamão e preguiçoso típico do Brasil."

      Tem razão, sou preguiçoso pra kct e se vc acompanhasse o blog saberia que nunca tive problemas em dizer isso. Por ser preguiçoso é que estou me encostando numa clt invés de voltar a empreender.

      Sobre a reclamação sobre a empresa, aguarde o próximo post e tire suas conclusões.

      Meu patrimônio passou de 500k a long time ago. .. Não que isso tenha alguma relevância, mas já q vc citou...

      Abraço e obrigado por contribuir

      Corey

      Excluir
    2. Ai, ai, ai.
      Sempre tem um haterzinho. Acho que esse daí sempre volta aqui para deixar coments ligeiramente ofensivos.

      Tá valendo pela experiência, Corey.
      Tu tá aprendendo.

      Leva para o lado da tiração de sarro, tipo aquela tirinha em quadrinhos Dilbert.

      Excluir
    3. Pior q o cara acha que está ofendendo qd na verdade apenas citou uma característica pessoal que tenho...

      Excluir
  10. "nesse meio tempo outras 5 empresas (isso mesmo, CINCO) entraram em contato comigo querendo marcar entrevistas ou seleções."

    Puta que pariu! Isso deve ser o número de entrevistas que eu devo ter feito a minha vida inteira... estou mandando currículos desde o ano passado pq quero mudar de emprego e não aparece nada que pague um salário digno... Eu não aguento mais!!!

    Vai lá Chimpão, faz ADM que é bom!

    Mimi é o caralho!

    Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Corey merece confiança, mas amigos, convenhamos, 10 entrevistas de emprego? Para um cara que não tem carreira consolidada.

      Que raios de setor é esse com tantas ofertas de emprego? De tudo que consigo imaginar, o Corey só pode ser programador Java ou algo dessa natureza.

      Programação é o ÚNICO setor que permanece aquecido, pelo menos aqui na minha cidade.

      Júnior = 1,5 a 2k
      Pleno = 3k a 4,5k
      Sénior = 6k acima

      Aguardando os próximos capítulos!

      Excluir
    2. Adm é uma das faculdades mais inúteis que existem, é mais um curso pra vender diploma, na prática não serve pra muita coisa além de ter milhões de profissionais na área.

      Gente, abre a cabeça, nem só de TI é feito o mundo... pesquisem e verão que existem profissões com muitas vagas. Mas nego só quer saber de direito e adm... Aí fica dificil.

      Abraço

      Corey

      Excluir
    3. poderia citar algumas corey? Eu atualmente penso em seguir pra algum curso técnico do sistema senai pois não estou me encaixando no meu atual emprego( loja da familia)mas estou em duvida se faço tecnico em mecanica, automotivo ou algo do setor eletrico. Sou uma pessoa que não lida bem com gerenciamento de pessoas, por isso acho que trabalhar na area industrial possa ser o melhor lugar para min.

      Excluir
    4. sou o anon dos cursos tecncos do senai.E sobre o tecnico em edificações e cursos similares o que voce acha corey?

      Excluir
    5. Corey eu fiz adm e fiz uma saga no meu blog demonstrando como é um curso meia boca que poderia ser feito em apenas 6 meses, mas por determinação do MEC é estendido por 4 anos!

      Não só adm e direito são um lixo, engenharia também virou um diploma descartável, principalmente pela injeção de crédito do governo que distorceu o mercado.

      Em 2010, 2011, 2012 até 2013 só vivia sendo estampado nas manchetes de jornais, Brasil sofrerá escassez de engenheiros até 2020. Assim se criaram faculdades em todas esquinas (com investimentos de o FIES era fácil), as famosas uniesquinas, um monte de engenheiro se formando e qual foi o resultado disso? Engenheiro vendendo bala no ônibus/trem, engenheiro vendendo sandália estampada, engenheiro distribuindo currículos nos sinais/semáforos.

      Em um país socialista como o nosso nem medicina escapa. Viu ontem no JN a reportagem sobre a telemedicina? https://glo.bo/2eJbuZP

      Estão tentando transformar até medicina em telemarketing. Quanto tempo demorará até esses médicos começarem a ganhar salário mínimo e atender 2 ou 3 pacientes ao mesmo tempo?

      Não é muito difícil de pensar nisso, pois já acontece com os profissionais de TI atualmente. O gordo tetinha descreveu muito bem esse ambiente de trabalho no blog dele.

      E não tem mais como nem dá a desculpa que pode exercer a profissão fora do país, já que até nos países desenvolvidos estão sofrendo do mesmo mal.

      Venderam pra nossos pais que ser bem de vida era estudar, virar dotô e conseguir um emprego para a vida toda. Então nossos pais nos venderam essa ilusão mesmo nunca tendo experimentado aquilo que tanto nos pregavam. Então o que temos agora? Um monte de formado em um monte de faculdades inúteis e que nunca trabalharam naquilo que se formaram.

      Excluir
    6. Cara o diploma de uniesquina de engenharia pode ser descartável, agora o que eu passo na federal pra poder formar e tu me falar que ta descartável? Ai não, mas isso nao significa que esteja fácil arrumar estágio.

      Excluir
    7. O problema do curso superior é que ele é um golpe, é anunciado que se você o fizer você terá sucesso profissional. Aí que está a mentira. Eu conheço um rapaz que tem paralisia cerebral, fez direito e tirou a OAB. Pergunto: Acham que o mercado está interessado em contratá-lo?
      Ou então: Do que adianta o cara fazer a faculdade de engenharia se ele não tem a fluência na língua inglesa? Muitas vezes eu penso que o domínio da língua inglesa é mais importante para a empregabilidade ao curso superior.
      Fora aquilo que chamam de "soft skills" ou competências comportamentais, é aí que para sobreviver no mundo corporativo a pessoa tem que ser graduada na filha-da-putagem e ser falsa.
      Minha sugestão é se graduarem em ganhar dinheiro, depois escolham uma faculdade que lhe ajude a ganhar mais dinheiro ou aquilo que vocês desejam para si.

      Maluco

      Excluir
    8. Pobre sofredor,

      Tenho a opinião de que 99% das faculdades particulares não prestam, só saibam algumas PUC's, Mackenzie, FGV e IBMEC, de resto só em posta tirar dinheiro dos alunos.

      Em geral vale a pena fazer cursos em faculdades federais, mesmo as engenharias da vida. Elas possuem mercado cíclico, qnd o país está mal são os primeiros a serem lançados para rua e qnd mercado aquece fica difícil encontrar um bom profissional. Administração e direito o mercado é muito saturado, então com crise ou sem crise é fácil encontrar alguém bom para contratar.

      Ao anônimo dos cursos técnicos, eu faria automotivo, brasileiro gosta de carro, então sempre vai precisar alguém para fazer manutenção, já as outras depende da região aonde vc mora (técnico em mecânica) ou de como está o mercado (técnico em edificações). E desenvolva a parte de gerenciamento de pessoas, em qualquer lugar que vc vá trabalhar vc precisará disso, mesmo não tendo cargo gerencial.

      Abraços,
      Cauchy Investidor

      Excluir
    9. Pobre Sofredor e Maluco essa quesão de cursos superiores no Brasil é muito ampla.
      Em primeiro lugar temos que levar em consideração que boa parte dos formados em curso superior no Brasil tem um nível geral de conhecimento baixo e se fosse feito uma prova nacional de média rigorosidade para validar diplomas de todo o tipo de carreira de recém formados não tenho dúvidas que boa parte seria reprovado.

      Só nessa peneira de qualidade técnica dos profissionais formados, boa parte já ficaria, arrisco dizer que em algumas carreiras a maioria seria reprovada.
      Aí entra também o nível fraco dos cursos de algumas "uniesquinas".
      Mesmo um forma em ADM desde que bem formado, com conhecimentos adicionais e um bom Q.I (quem indica) pode sim ter uma boa carreira. O mesmo vale para direito.
      A questão que a maioria dos formados não tem esse perfil e quando tem boa formação não tem Q.I.. Muitos grandes alunas não se tornam grandes profissionais justamente por terem network fraco ou não se sujeitare políticas, joguinhos e puxação de saco do mundo do trabalho (esse último caso eu entendo).
      A questão é ampla, vai além de fazer faculdade ou não.

      Excluir
    10. Anônimo25 de julho de 2017 09:41

      Tente pensar fora da caixa, esqueça as profissões "modernas" e verá que nos ramos tradicionais existe muita vaga disponível. De uns tempos pra ca parece que toda a classe média deciciu fazer algo relacionado a TI, adm ou direito esquecendo os ramos mais tradicionais.

      Técnico em mecânica automotiva é top demais, uma puta carreira pela frente mas aí filhinho de papai criado em aparatamento pela vó não quer sujar a mãozinha com graxa, né?

      Anônimo25 de julho de 2017 09:43

      Edificações deve está indo de mal a pior no atual momento do país, não?

      Pobre Sofredor:

      Adm é curso técnico em qq lugar do mundo, só aqui na Banânia que foi elevado a bacharelado pra poder esticar por 4 anos cobrando mensalidade.

      Engenharias na minha opinião não são lixo porém a empregabilidade é altamente volúvel. Talvez a galera mais nova não se lembre mas no final dos anos 90 e começo dos 2000 engenheiros estavam passando pelo mesmo que hoje: alto desemprego, Nêgo desesperado vendendo cachorro quente (hj é Uber), etc. Engenheiros normalmente trabalham com projetos, se não há projeto não há ganho... é uma das profissões que mais exige controle financeiro. Sem contar que o cara demora no mínimo 5 anos pra se formar então se o país está precisando de engenheiros hoje, não adianta correr pra faculdade.

      Medicina é medicina, podem tentar modernidades que for porém sempre existirá demanda alta e poucos profissionais. A questão financeira pra se formar médico é o de menos (e olha que é grana pra kct), o que fode é nêgo conseguir terminar o curso. Meu receio é em relação as Uniesquinas que já começam oferecer curso de medicina, logo qq tonto com dinheiro será médico, esse é o maior problema...

      "Venderam pra nossos pais que ser bem de vida era estudar, virar dotô e conseguir um emprego para a vida toda. Então nossos pais nos venderam essa ilusão mesmo nunca tendo experimentado aquilo que tanto nos pregavam. Então o que temos agora? Um monte de formado em um monte de faculdades inúteis e que nunca trabalharam naquilo que se formaram."

      Assino em baixo!!! Penso exatamente o mesmo, veja que somente após ganhar dinheiro é que estou conseguindo trabalhar no que me formei, isso pq gosto da profissão, coisa que a maioria nem se importa. Bia jamais trabalhou na área simplesmente pq não existe emprego...

      Maluco

      Concordo que curso superior é golpe, sem contar que grande parte do conhecimento ensinado na faculdade é completamente inútil ao dia a dia do profissional. O cara sai da faculdade e terá que aprender tudo novamente, é como se não tivesse estudado.

      Anônimo26 de julho de 2017 08:01

      Concordo, 99% é lixo, a minha inclusive. Acho que só servem mesmo pra quem precisa ter um canudo na área que já trabalha mas pra formar profissional, esquece.

      Anônimo26 de julho de 2017 08:42

      Concordo tb que a maioria não tem conhecimento suficiente ao trabalho, como disse acima as faculdades ensinam pouco conhecimento útil, é como as escolas de nível médio: pq ensinar achar o delta se vc vai precisar realmente calcular porcentagem de comissão do seu trabalho ou ver quanto de juros compostos vc pode ganhar ou pagar...

      Abraço a todos!

      Corey

      Excluir
  11. Volta a escrever sobre imóveis

    ResponderExcluir
  12. Pois é Corey, mas se a empresa 2 disse que lhe contataria e já passam 60 dias, será que também merece confiança?...

    E a possibilidade de NÃO galgar a hierarquia na 5?

    Esse lance de hierarquia é de fato isso mesmo que vc citou. Passei por isso em minha carreira. Mas ainda tem outro fator. Se e empresa começa com aquelas merdas de qualidade total (e todas suas variações - lean, TPM. 6Sigma...) o negócio torna-se ainda mais burocrático. Não sobra tempo para chão de fábrica como apoio ao operacional. Vc fica trancado o tempo todo em relatórios e reuniões...

    Na minha empresa, quando teve esse programa, passamos a ser chamados de mestres-planilheiros ao invés de mestres-cervejeiros. Acabaram com o legal da profissão... Foi um dos motivos para sair da empresa. Ficou tudo muito chato.

    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Pois é Corey, mas se a empresa 2 disse que lhe contataria e já passam 60 dias, será que também merece confiança?..."

      Não merecem confiança, se demoram tanto pra contratar imagine pra resolver problemas...

      "E a possibilidade de NÃO galgar a hierarquia na 5?"

      Por mais bizarro que pareça isso simplesmente não existe, aliás estão nesse exato momento querendo me promover, mesmo tendo 0% de treinamento para a função e muito menos know how.

      Sorte que minha empresa não tem esses negócios de qualidade total...

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  13. Desemprego é igual a namorada.
    Quando você não tem uma, ninguém te quer, quando finalmente você consegue uma, todas as outras vem atrás.

    Acredito que esses RHs devem ter um lista de desempregados, não é possível, pois é sempre assim. Passo maior tempão procurando emprego e quando consigo para a pior empresa possível, outras que nem tinha enviado currículo resolvem me chamar. Parece um teste para ver se você é honrado e fiel para aquele emprego lixo.

    Já perdi empregos ótimos por um dia! 1 Fucking dia!

    E esse foi o caso do meu último emprego de merda. Fiz até uma saga sobre minha experiência. Te garanto que foi muito pior do que a que você está passando atualmente.

    Assinei a carteira na sexta, no domingo um amigo me chama pra trabalhar em uma empresa ótima com ele (ele trabalha em RH), na segunda só não pedi demissão para não desagradar meu pai. Foi a pior coisa que já fiz na minha vida.

    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Empresas são assim: ou você termina com ela e vai em busca de outra melhor ou a empresa termina com você pois encontrou alguém melhor que você.
      Sempre esteja na caça, se a sua empresa não estiver procurando alguém para lhe substituir ou lhe demitir é porque ela é ineficiente.

      Excluir
    2. kkkkkkkkkk é exatamente assim kkk dá raiva

      Sandra

      Excluir
    3. Vaza daqui Pobre Sofredor!

      Fica colocando link do seu blog em todo comentário, clickbait desgraçado!

      Excluir
    4. Não sei pq o incômodo. Não melhora meu SEO, já que nos comentários do blogger todos os links levam automaticamente o atributo no-follow.

      Coloco só para conhecimento e curiosidade de quem queira conhecer meu blog.

      Excluir
    5. Pobre:

      Pensei que era só comigo, rsrs! Pior que acaba de surgir uma baita oportunidade, uma empresa mais séria (conheço um pouco pq tenho colegas lá), paga mais, com escala de trabalho melhor, mais perto de casa... Ao menos disseram que podem esperar minha experiência atual terminar.

      Cara, esse negócio de agradar/desagradar pais é uma das maiores furadas que uma pessoa pode se meter, sai dessa... Veja:

      http://livingstingy.blogspot.com.br/2009/04/parent-trap.html

      Anônimo26 de julho de 2017 23:54

      Não sabia que EU havia te promovido a moderador do blog... Quem disse que não pode colocar link por aqui?

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  14. Acho que vc fez logística e está trabalhando na área de estoque...como era empreendedor na época é um curso que ajuda na sua área e por reclamar q é tudo burocrático. .kkkk

    ResponderExcluir
  15. Agora eu tenho certeza que o Corey é engenheiro mecânico, bate com o dia a dia de um. No aguardo da continuação experiência.

    Abraço.

    Mineiro poupador

    ResponderExcluir
  16. Corey, eu sou o cara que sugeri que vc dissesse a vdd (sobre sua IF e objetivos) no processo de seleção.

    Agora vou um pouco além: diga a vdd, mas para uma empresa pequena ou no máximo média. Com isso vc vai ter muito menos burocracia, maximizar seu desenvolvimento, e não ser responsável por tocar o negócio.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cara, falar a verdade é simplesmente fora de cogitação, como alguém disse ainda tem o fator segurança envolvido. Sobre trabalhar pra uma empresa menor isso sim pode ser viável...

      Excluir
  17. " pesquisem e verão que existem profissões com muitas vagas"

    Tipo quais? Profissões com muitas vagas que paguem salário digno, aqui no RJ, só sei de TI mesmo. Talvez algo pouco usual como mecânico de navios pague bem e tenha muitas vagas, mas to por fora.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Procura vagas para estatístico ou cientista de dados. RJ está aparecendo pouco, 1 ou 2 vagas por mês, mas SP td dia vejo pelo menos 3 vagas ,isso sem correr atrás delas.

      Abs,
      Cauchy Investidor

      Excluir
    2. Sai da caixa pessoal! Não só de TI vive o mundo...

      Excluir
  18. Corey, por ser funcionário público, nem imagino como é essa questão de burocracia desnecessária, pessoas sem conhecimento no processo de tomada de decisão e afins :(

    Espero que encontre um pouco de prazer nessa nova fase. Abc

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pessoas sem conhecimento técnico tomando decisão é uma coisa assustadora, resulta em erros ridículos...

      Excluir
  19. Nem acho que foi cagada... demorou 60 dias... nesse prazo vc vai adquirindo experiencia e como nao pretende subir para cargos de gestao vc movimenta entre empresas para o operacional q mais lhe agrade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O jeito vai ser pular de galho em galho mesmo... desisti de querer um cargo de gestão, não é minha cara.

      Excluir
  20. Seja bem-vindo ao admirável mundo corporativo, Corey.

    Se me permite a intromissão...
    Poderia ratificar se a sua área de atuação é a de exatas?
    Diversas propostas de empregos em curtos períodos de tempo são situações quase que exclusivas de um seleto grupo de cursos da área - engenharias não inclusas - ou então de algum outro curso de sociais ou humanas que desconheço (o que acho pouco provável). O pessoal costuma achar que exatas só se resume às engenharias e TI, mas esse é um erro grave.
    Não estou dizendo que há um belo horizonte e um leque diverso de opções para aqueles formados em cursos como física, química e matemática; sobretudo na área acadêmica, pois não há. Mas há alguns outros poucos cursos que muitos desconhecem ou ignoram que gozam de boa empregabilidade, condições de trabalho decente e ganhos razoáveis (ainda acima da média).

    Abraço,
    O Trovador

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não brother, jamais estudaria algo subjetivo como física, matemática... não entendo como isso pode ser uma profissão...

      Excluir
    2. Não falo desses cursos, mas sim de ciências estatísticas e atuariais. Cursos da área de exatas com boa empregabilidade e salários razoáveis. O único problema é que estatística há algum tempo vem sendo apontada pela mídia como a "a melhor profissão" e "a área do futuro"...
      Já sabemos onde isso vai dar...

      Atuariais se não me engano até 2014 tinha cerca de 1000 profissionais credenciados no país. Uma bela área, escassa de procura aqui e lá fora. Se não me engando nos EUA, não é necessária a graduação, apenas a resolução de uma série de exames matemáticos.

      Bem, quanto a matemática, física e etc. não acho que são ramos de estudo subjetivos, pelo contrário, são objetivos. São profissões importantes, mas subvalorizadas. Não estaríamos tendo essa conversa se físicos e matemáticos como Alan Turing, Ludwig Boltzmann, Max Planck, nikola tesla e etc não tivessem, no exercício de suas profissões, estudado o funcionamento quântico, descoberto a eletricidade e elaborado cálculos utilizados em tudo quanto o que temos hoje.

      Abraço,
      O trovador

      Excluir
  21. Caro amigo. Não precisa dizer o que faz, porém a única área com facilidade extrema de colocação, é na hospitalar/saúde. Sou da área e sei como é absurda a quantidade de vagas. Falo com propriedade. Abraços e sucesso nessa nova jornada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A área contábil sobretudo tributária tem bastante oferta também. Claro que demanda mais preparo dos candidatos mas é uma área relativamente fácil de encontrar emprego.

      Porém pelo que já li do Corey ele não é dessa área rs
      Sandra

      Excluir
    2. Pessoas que pensam fora da caixa da TI...

      Excluir
  22. Considero interessante a sua saga na condição de empregado e na busca da realização profissional. Boa sorte. Estou esperando pelo próximo "folhetim" do Corey Empregado.
    Não penso que foi um erro seu não ter esperado pela resposta e proposta de outra(s) empresa(s). Assumiu um risco e não teve sucesso, apenas isso. Você ponderou e considerou as possibilidades como qualquer homem sensato. Bem... coisas ruins acontecem.
    Eu sou funcionário público, anteriormente era da iniciativa privada e não era feliz nas empresas da iniciativa privada em que eu trabalhei.
    A minha sugestão já que deseja fazer o que gosta e em um ambiente de maior sensatez, eu recomendo que a busca seja pelas empresas de pequeno porte, o salário inicial não é grande coisa na maior parte das vezes comparado com as empresas de grande porte, no entanto lá é possível desenvolver mais habilidades e ter contato com um número menor de profissionais estúpidos e menor burocracia.

    Sucesso na empregabilidade,
    Maluco

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Maluco

      "Assumiu um risco e não teve sucesso, apenas isso", tenho pensado assim tb, não tinha como ser de outra maneira, não tenho a malandragem necessária pra fazer diferente.

      Vc já é o terceiro que sugere empresas menores e acho que esse é sim o caminho e na minha área o salário é até maior, porém trabalha-se mais (não mais horas mas o trabalho é mais intenso e focado).

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  23. Fala Corey,

    Esses seus posts de vida de empregado já tá virando novela haha Quanto mais processos seletivos eu passava quando estava buscando um estágio, mais eu via a besteira que é a maioria deles. Incrível como existem "empresas profissionais" de seleção, mas que não se dão nem ao luxo de avisar se vc foi escolhido ou reprovado.

    Eu já to no caminho contrário, quero alcançar logo um nível de renda considerável pra chutar a b... do patrão hahaha

    abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não entendo como é possível usar empresas profissionais de seleção, não entra na minha cabeça como não há funcionários do setor envolvidos na seleção. Jamais utilizaria isso nas minhas empresas.

      Excluir
  24. Bela saga Corey.

    Quanto a ineficiência das corporações posso afirmar que é a regra e não exceção. Quanto menor a empresa mais ágil a tomada de decisões. Empresas com um dono e poucos funcionários ao seu comando são muito mais ágeis em identificar problemas e oportunidades do que as grandes.

    A estrutura de grande corporação permite o florescimento da politicagem em detrimento das melhores escolhas para o negócio em si.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ficamos sem papel higiênico uma semana pq a burocracia não deixou repor. Se isso acontecesse em uma das minhas lojas eu simplesmente ia no mercado mais próximo e compraria sem nem me importar com o custo. Tem certas coisas que não podem esperar...

      Excluir
  25. Quero ver dizer que o pobretão era mimizento agora. Caiu nas trevas da clt engravatada e já tá arregando.

    ResponderExcluir
  26. Tai uma coisa que nunca tive paciência. Fiquei um tempo sem participar e vejo que você deu uma reviravolta na nos planos futuros. Sucesso Corey.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grande VdA! Nem tanto meu amigo, nem tanto...

      Excluir
  27. Temos a tendência de reclamar de tudo e achar que o modo de pensarmos é o mais correto. Temos que lembrar de uma coisa importante. O Brasil é feito de brasileiros, ou seja, a burocracia é fundamental. Cheio de gente com bom senso! Ou que acha que tem! Se fosse fácil não seríamos empregados, seríamos empresários! Com controle já tem corrupção, imagine sem! As empresas podem até agradar os funcionários, mas tem mesmo é que dar resultados!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Entendo que burocracia pode ser proporcional a honestidade porém em certos assuntos ela não faz o menor sentido...

      Excluir
  28. Oi Corey, já tive um blog a respeito de investimentos aqui, mas desisti alguns meses depois após ficar lendo os comentários dos leitores da blogosfera. Infelizmente a maioria não entende que cada um tem suas próprias expectativas de vida e rotinas totalmente distintas, relacionamentos as vezes complicados com familiares e amigos etc... a estratégia de cada um depende de como o mundo gira ao seu redor e como nos adaptamos ao meio... sou engenheiro e hoje tenho um salário de 20K líquido e patrimônio de 2.1 MM (apenas imóveis). Minha renda em aluguel é de apenas 3,5K, pois vivo no imóvel mais caro e uso outros 2 em viagens... minha mensagem é que ganhar 20K não me fez mais feliz, muito pelo contrário, isso apenas me passa mais tranquilidade quando vou dormir a noite. Realmente somos escravos do trabalho para vivermos com dignidade, pois o mundo é muito cruel com quem não tem dinheiro... mas a vida é assim, meu pai sempre trabalhou demais e hoje vive bem... ninguém pode me questionar se fiz os melhores investimentos ou se deveria estar satisfeito com o meu salário, pois ninguem sabe o que passei pra chegar aqui. No meu ponto de vista, preferia estar ganhando 5K em uma cidade pequena do que 20K em uma cidade grande. Esse é o meu ponto de vista. Pretendo trabalhar apenas mais 3 anos e largar tudo. Como todo mundo, tenho receio do futuro, visto o país que vivemos... mas dou mais valor a estar junto dos amigos e familiares no dia a dia do que ter um carro de 200K na garagem e não poder sair com medo de assalto. Abs.

    ResponderExcluir

Os comentários desse blog são moderados, ou seja, passam pelo meu controle antes de serem publicados. Esse é o motivo pelo qual seu comentário não aparecerá logo após você clicar em "Publicar", portanto não precisa postar 2 ou 3 vezes! Posso demorar, mas publicarei e responderei todos os comentários que não contenham trolagens, intrigas, propagandas e baixo nível.