sábado, 27 de maio de 2017

O Fim do Corey Empreendedor

Tem coisas na vida que são bem engraçadas, fiquei 2 meses sem aparecer por aqui, decidi postar avisando que os posts iriam demorar a voltar e agora, 1 mês depois reapareço novamente... Juro que não sabia que essa fase off ia durar tão pouco, rsrs! Como disse, vontade de escrever vai e vem, acho que veio novamente...

Hoje vou falar do fim do Corey como empreendedor, isso mesmo, não sou mais microempresário e nem pretendo ser novamente, claro que não digo "dessa água não beberei", mas no atual momento e circunstâncias não tenho o menor tesão em voltar a empreender.

Buteco fechado!
Não cheguei a publicar abertamente aqui no blog, mas pra quem acompanha e juntou os pontinhos percebeu que ano passado eu havia vendido minhas lojas, naquele momento eu tinha 3 lojas e após vende-las, tirei um sabático onde viajei bastante o que justifica a longa pausa que fiz no blog no ano passado. Além disso fiz trabalho voluntário (ou quase voluntário) na minha área de formação, o que foi uma experiência sensacional, pela primeira vez trabalhei com algo que realmente gosto. No fim das viagens e do trabalho na minha área eu tinha que fazer algo da vida, para que não ficasse louco ... As opções eram basicamente 3: imigrar, arrumar um emprego na minha área de formação ou empreender novamente. Imigrar perdeu bastante do brilho, já comentei aqui no blog, arrumar um emprego na minha área era a ideia mais excitante mesmo sabendo que o contracheque seria uma merreca, empreender não dava muito tesão mas foi isso que fui fazer... Fiz novamente 100% pelo dinheiro, puta que pariu, como sou idiota, eu não "preciso" de mais dinheiro, não havia porque arriscar dinheiro, tempo e um boatload de energia em algo com grande risco e retorno incerto, sendo que não precisava desse retorno. Maldita ganância e olho maior que a boca! Me fodi, de leve, mas me fodi. Pela primeira vez na vida perdi dinheiro num negócio, poderia ser muito pior e fico feliz por isso!

Caralho, eu alcancei a independência financeira, não há motivo pra arriscar e me foder com algo que não tenho prazer em fazer somente pra ganhar mais dinheiro, isso porque a perspectiva de ganho nem era tão boa assim... Fui um idiota! Enfim, o negócio foi finalizado, amarguei um prejuízo, perdi 1 ano da minha vida (essa é a parte mais dolorida), mas vou recomeçar do ponto onde parei ano passado. Bia e eu estamos de volta a estaca zero mas temos muito planos bem interessantes para o futuro, nesse exato momento estamos num pequeno sabático e em breve decidiremos que rumo daremos a nossas vidas. Uma coisa é fato, a ideia de voltar a empreender é algo assustador, que dá azia só de pensar. Nem pensar quero passar novamente pelo sufoco que passei nos últimos meses.

Não me leve a mal, durante mais de 5 anos tenho falado aqui no blog que empreender é uma excelente maneira de fazer dinheiro, mas também nunca escondi que é uma das atividades mais frustrantes e consumidoras de saúde que podem existir. Não se trata de cuspir no prato que comeu mas se você destrói sua saúde física e principalmente mental em troca de uma boa grana que você realmente precisa pra atingir seus objetivos, acaba sendo justificável. Porém a partir da hora que sua saúde está sendo consumida e nenhum dinheiro está entrando, brother, saia fora desse barco furado! Não posso cuspir pra cima, 100% do meu capital aportado veio de um jeito ou de outro do fato de empreender: ou foi grana de aporte periódico, fruto dos lucros das lojas ou (principalmente), lucro da venda de lojas. Empreender valeu muito a pena se você colocar na média. Tive negócios excelentes, outros médios e um péssimo, mas a média foi muito boa. Posso falar que obtive sucesso como empreendedor, o que não quer dizer que vou continuar nesse caminho.

Nunca neguei que sou preguiçoso, não tenho muita paciência pra fazer coisas complexas (mais um motivo pra eu não ter filhos), jamais senti tesão em "colocar toda energia num projeto". Faço mais o tipo "deixa a vida me levar", gosto de viver de maneira simples (posts sobre minimalismo no forno...), trabalhar pouco... Essas características não combinam com empreendedorismo, durante anos tampei o sol com a peneira, me esforcei pra ser diferente, mas não tem como, a gente não esconde nossa real personalidade por muito tempo. Ao menos de agora em diante posso me dar ao luxo de ser um vagabundo, preguiçoso e enrrolão.

70 comentários:

  1. Bem-vindo de volta, Corey. Legal, cara. Empreender no Brasil é loucura, só compensa se realmente der retorno financeiro bem acima da média.

    Provavelmente você vai acabar indo trabalhar na sua área de formação, mesmo que seja por uma merreca (como disse, grana não é o objetivo), esse é o trabalho que dignifica o homem, aquele que ele gosta de fazer. Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, eu tive retorno acima da média durante muito tempo, por isso continuei, mas agora a coisa inverteu, por isso saí fora.

      Provavelmente vou trabalhar na minha área mesmo, pelo menos o trabalho nem parece trabalho, rsrs!

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  2. Um dos principais empreendedores da finasfera largando mão de empreender...
    Mas você deve fazer o que acha melhor para você. Empregos sejam na esfera pública ou privada também podem se tornar cansativos ou desestimulantes, isso acontece, mas seria importante que você continuasse postando de vezem quando.
    Sua experiência como empreendedor não gourmetizado pode ser muito útil na troca de experiências com pessoas que pensam em empreender.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não dá mais, ao menos não nesse momento. Sim, tudo cansa, mas isso vai além de cansaço (afinal eu já estou cansado de empreender desde o começo) e sim de valer ou não a pena.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  3. Valeu pela volta à blogosfera Corey!
    Vc nunca considerou em emigrar pra Portugal?
    Vc já disse aqui qual a sua atual renda passiva mensal?
    Não me lembro de ter visto.
    Em Portugal um casal com 2 mil euros vive muito bem, já incluído o aluguel aí dentro.

    Estou pensando em empreender. Acho que o pior da crise no Brasil já passou.
    Sucesso na nova vida de contemplação amigo!

    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Portugal é um dos primeiros da fila, custo de vida baixo, segurança, pessoas legais... É um país muito interessante mesmo. Mas não é pra agora...

      Abraço e obrigado!

      Corey

      Excluir
    2. Ola Corey e Frugal - estou com uma postagem no forno falando sobre a possibilidade de emigrar para Portugal. Com certeza com EUR2.000 voce vive muitissimo bem por lá - o custo de vida médio está em EUR970 para morar em Lisboa (padrão sem muitos luxos). Mas se voce sai de Lisboa e vai para lugares onde nao tem tanta procura, como por exemplo, aldeias no norte do pais, já que nao esta procurando estudo e nem trabalho, pode viver em uma aldeia mais isolada e com custo de vida bem mais baixo...

      Eu estimo que com EUR1.200 - EUR1.500 já da para fazer a transição para Portugal sem passar sufoco.

      Um grande abraço,

      Excluir
    3. Boa EP!

      Eu estou por aqui pq ainda espero minha noiva terminar a formação dela. Qnd ela terminar acho que já poderia ir sim. Já estou chegando perto de uma renda líquida de 2 mil euros. Também já pensei em ir morar na praia tipo Pipa no RN, ou Jericoacoara no Ceará, o ruim é a violência que já chegou até nas pequenas cidades praianas do Nordeste. Ou quem sabe até virar um nômade digital e considerar Ásia, Tailândia ou alguma ilha por ali. Mas isso aí é mais complicado eu sei, e muito mais longe e trabalhoso, mas é caso a se pensar.

      Manda bala no post.

      Abraço!

      Excluir
    4. EP, 2k euros é grana pra kct em Portugal, um casal vive dignamente com metade disso, sei pq tenho um casal de amigos nessa situação (tem até um post recente no blog falando sobre isso). O X da questão é como sempre a legalização, como vc pretende se legalizar? Vc tem documento europeu?

      FS, Brasil tá ruim em qq lugar. O RN que até então era o estado mais "civilizado" do NE tá em ruínas devido a violência o que é uma pena pois é um estado lindo, com uma população super gente fina e de nível educacional elevado (comparando com o resto do NE). Pra quem pode ser nômade digital a Ásia parece uma excelente região, tenho um conhecido nas Filipinas que não quer saber de voltar...

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  4. Corey dificilmente comento aqui.

    Mas vou tecer uma crítica construtiva: Se IF foi garantida qual necessidade de empreender neste país semi socialista?

    Se não há necessidade de dinheiro : Para que bater cartão em uma empresa de segunda a sexta para matar tempo.

    Porque não trabalhar como autônomo sem a necessidade ser remunerado para tal? Se for remunerado melhor ainda! Porem se não for tanto faz afinal dinheiro não é mais o x da questão e não vai precisar ouvir desaforo de chefes tetinhas.

    Para que mais dinheiro se tu viver no modo minimalista?

    O que deu entender perdeu bastante dinheiro nesta ultima empreitada.

    Também não entendi se dinheiro não é problema, você pode morar em qualquer lugar do mundo com maior qualidade de vida, porque ficar preso neste país de terceiro mundo?

    Não leve a mal , mas para quem alcançou a IF você anda bastante perdido.

    Estou longe de alcançar IF , mas uma coisa posso dizer: nem por todo dinheiro do mundo toparia empreender no Brasil.

    A probabilidade de sucesso aqui é mínima, se já não anda boa no estados unidos imagina no Brasil.

    Tenho familiares e amigos empreendedores trabalhando neste ramo por falta de opção.

    Boa parte dos comerciantes que conheço dizem o mesmo, porém tenho observado que estes comerciantes mesmo ganhando rios de dinheiro ficam presos na corrida dos ratos.


    Parece um circulo vicioso: Primeiro o cara ganha dinheiro, adiante gasta tudo com passivos e fica refém do estilo de vida.

    Se eliminar inflação do padrão de vida e aderir para frugalidade já resolve metade da questão.

    Para que correr atrás de sarna meu amigo !
    Alugue uma casa em uma região decente, quando enjoar se mude para outro ou até mesmo de país.
    Trabalhe com o que gosta sem necessidade bater cartão, afinal dinheiro não é mais um objetivo, se tornou opcional apenas um bônus.

    Ocupe seu tempo com esportes: Artes marciais, natação, musculação, leitura etc

    Porque ficar na corrida dos ratos estando com o jogo ganho?

    O negocio é trabalhar como buffet soros, Lynch,Carlos Slin, Luiz Barsi etc Comprar empresas e negócios na bolsa de valores e terceirizar tudo.

    Existe fundos denominados private equity aonde gestor compra empresas no mercado real para ricaços e terceira toda gestão.

    O negocio é fazer que nem Luiz Barsi que só compra participação em empresas de terceiros , analisa o mercado durante 5 horas por dia, resto dia aproveita fazendo outras atividade que lhe dão prazer.


    Boa sorte em sua nova jornada.


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Se IF foi garantida qual necessidade de empreender neste país semi socialista?" Pq eu sou burro pra caralho, só isso!!!

      O que fiz foi burrice por isso vim aqui contar um pouco do causo para que sirva de lição pra quem pensa e fazer o mesmo. Vc tem absoluta razão, tenho o jogo ganho, não há pq ficar arriscando.

      Agora não é a hora de emigrar e o porquê disso explicarei num post futuro, mas com certeza isso um dia vai acontecer.

      Sim, estou perdido, concordo com vc. Estou tentando me achar, afinal ninguém nunca me ensinou como seria esse momento. A vida é assim, feite de acertos e erros, tenho sorte por ter acertado mais que errado.

      Não vivo esse ciclo vicioso que vc comentou, mas vejo muita gente fazendo exatamente isso, não só como empreendedor mas principalmente como funcionário de alto salário.

      Valeu pelas palavras, abraço!

      Corey

      Excluir
    2. O Mestre dos dividendos tem uma visão bem prática da IF.
      Mas a dificuldade de muitas pessoas é que elas não sabem como viver fora da rotina de assalariado casa-trabalho-casa.
      No caso de muitos empreendedores, a empresa é a vida da pessoa, ocara fica na empresa de segunda a sábado.
      Dessa forma quando se perde o emprego ou a empresa é fechada a pessoa fica mais perdida que cachorro que caiu do caminhão de mudança.

      Excluir
    3. A verdade é que a vida sem trabalho ou rotina não é tão cor de rosa quanto parece. A gente precisa ter uma ocupação senão fica louco e começa sair na rua gritando "fora Temer".

      Excluir
    4. "A verdade é que a vida sem trabalho ou rotina não é tão cor de rosa quanto parece. A gente precisa ter uma ocupação senão fica louco e começa sair na rua gritando "fora Temer"

      Hahahah! Penso a mesma coisa! Bem-vindo de volta! O seu blog é um dos que eu mais gosto de acompanhar, pois vejo experiências e opiniões bem diferentes das minhas. Esperando ansioso o post sobre imigração. Abraço

      Excluir
    5. Obrigado! Tb gosto muito de ler opiniões diferentes das minhas, até pq estou em eterna transformação.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
    6. "A verdade é que a vida sem trabalho ou rotina não é tão cor de rosa quanto parece. A gente precisa ter uma ocupação senão fica louco e começa sair na rua gritando "fora Temer"

      Olá Corey! muito boa essa sua resposta. Não só essa como a "ninguém nunca me ensinou como seria esse momento"

      Infelizmente temos que superar essas coisas sozinhos. Não sozinhos ao pé da letra, digo que cabe a nós aprender a superar. E isso assusta a muita gente...

      E um dos jeitos de superar isso são "as pessoas". Nem vou dizer apenas amigos ou familiares, mas sim pessoas no geral. Você pode acabar conversando com um estranho e acabar recebendo a dica que precisava...

      Boa sorte nessa nova fase!

      Abraço!

      Excluir
    7. Esse lance de conversar com estranhos e ter ideias, abrir a mente ou mesmo aprender alguma coisa é algo que sempre tento fazer, até já citei alguns casos aqui no blog. A gente pode aprender com qq pessoa, seja ela o Buffett ou um homeless desdentado.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  5. Fala, Corey!

    Que doideira!

    Vi o título do seu post e até esperei um minutinho pra me preparar psicologicamente pra ler o restante.

    O bom do seu blog é isso: mostra o empreendedorismo da vida real.

    Muito diferente daquele empreendedorismo de televisão, que sempre mostra um cara atlético com camisa social pra dentro da calça jeans, cinto marrom, sapato brilhante e aquele sorriso maroto no rosto de quem nunca enfrentou um problema na vida.

    Que bom que você tem segurança financeira pra viver bem mesmo depois do prejuízo.

    Tô ansioso pra saber seus planos pro futuro e espero que seu tempo livre se reverta em mais posts.

    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grande Madruga!

      Sempre passei a real, joguei preto no branco qd o assunto é empreendedorismo, como vc disse nunca fui empreendedor engomadinho de PEGN.

      IF ou ao menos segurança financeira é algo que todos devemos buscar, traz muita paz de espírito.

      Tem posts prontos e outros no forno, aguarde...

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  6. Corey,

    welcome back....
    o importante eh ser feliz.

    Abs.
    EQRP

    ResponderExcluir
  7. Olá Corey,

    Que reviravolta!

    Realmente empreender consome.

    Já que está com tempo livre, pode começar a estudar pra concurso. :)

    Abçs!

    ResponderExcluir
  8. Também já investi em algo que não deu certo e por um tempo achei que perdi não só dinheiro, mas tempo de minha vida. Hoje, vejo que foi um aprendizado e aprendi a investir com "outros olhos". Quem sabe, se não tivesse feito aquilo, um dia o tombo poderia ser maior. Todo o investimento/empreendimento é um aprendizado, ainda que ele tenha dado errado. Assim, é importante parar e rever e sua estratégia e aprender com o erro. Abraço. www.finansferas.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, é sempre um aprendizado mas perder dinheiro e principalmente tempo é foda! Tento levar como um aprendizado mesmo...

      Excluir
  9. Estou na mesma. Alcancei o valor financeiro na conta que me permite fazer o que mais gosto: nada.

    Maseu tenho 1 filho. É muito complexo mesmo e enlouquecedor pra quem gosta de paz que nem eu. Mas de vez em qdo aquela coisinha olha pra mim e diz que me ama...poooorra. Vale cada centavo dos kinders ovo e escola cara rsrs

    Eu tbm nunca quis ter filho(e nem cachorro) mas hj não sei viver sem eles. Até pq não tenho nada melhor pra fazer :D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tenho cachorro, o amo muito e faço tudo que está ao meu alcance por ele porém me arrependo amargamente de ter adotado-o, pode parecer grosseiro mas essa é a verdade. Cachorros são maravilhosos mas atrasam a vida.

      Excluir
  10. Uma vida minimalista é a melhor decisão que pode tomar, ainda mais quando se é pobre ou classe média.
    Eu a muito tempo que abandonei o consumismo. Compro roupas boas, em outlets, promoções, queima de estoque e as usos por anos.
    O celular que digito esse comentário fez 3 anos no mês passado e espero que dure mais 3.
    Moro próximo ao meu trabalho, vou e volto andando e almoço em casa.
    Se eu alcançar a IF como você pretendo preencher com atividades que gosto: andar de bike, sair pra passear pela cidade, ir a praia durante a semana bem cedo pra nadar, aprender a cozinhar, tocar violão, aprender outros idiomas.
    Você que sabe inglês, já pensou em dar aula?
    Eu não minto pra mim mesmo, não gosto de trabalhar. Trabalho, me esforço, por que preciso do salário. No meu trabalho sou referência, as pessoas me respeitam e sempre sou elogiado pelo comprometimento. Mas o trabalho pra mim é um meio e não um fim.
    Quando tiro férias sempre faço uma viagem curtar, no restante das férias fico em casa, ensaiando pra se um dia atingir a IF.
    Adoro ficar em ksa. Assistir séries, filmes, leio livros, ir ao cinema ou no centro da cidade passear, ir a praia com ela vazia, ir visitar minha mãe, minha avó. É muito bom não ter obrigações ou horários a cumprir.
    Boa sorte nessa nova realidade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Minimalismo é uma ferramenta incrível e pouco explorada pela maioria das pessoas. Consumir é legal e tals mas enjoa rápido e significa tempo de trabalho. Muito melhor que consumir é não ter que se matar pra ter o dinheiro pra consumo. Só estou tranquilo devido ao minimalismo.

      Meu inglês nem de longe é suficiente pra dar aula, além disso não tenho saco pra ser professor, rsrs!

      Coçar o saco é ótimo, mas ter uma rotina e um trabalho agradável pra preencher o tempo também é muito bom.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  11. Também estou entregando os pontos , meu caso sofri novamente um assalto , então decidi que hora de parar , tentar ser criativo . O meu básico esta garantido para sobrevivência .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Puta que pariu! Aí fica ainda mais complicado... tenho sorte que esse problema nunca foi muito relevante pra mim (nem gosto de falar sobre isso).

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  12. Bem-vindo de volta, Corey! Sucesso pra você. Qual é a sua área de formação???

    ResponderExcluir
  13. Perder dinheiro faz parte do empreendedorismo. O problema é que você perdeu dinheiro e tempo fazendo algo que não gosta e que não precisava. Aí é complicado mesmo.
    Pelo que entendi, o seu plano emigração não morreu, apenas não é o momento atual, certo? O foco é os EUA ou já abriu a mente para outros lugares?
    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grande AdP!

      Vc acertou na mosca. Se for ver já perdi muito mais dinheiro qd comecei (na forma de juros e empréstimos) mas ao menos naquele momento não havia outra maneira. Agora eu não queria, nem precisava...

      Exatamente, não quero emigrar nesse momento. Os EUA continuam como primeira alternativa porém de maneira temporária, ou seja, eu iria aos EUA pra aperfeiçoar o inglês e depois iria definitivo pra outro lugar onde o processo fosse mais simples.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  14. Corey sempre adorei seu estilo sincero e tapa na cara. Uma coisa que eu não concordo, até porque obviamente somos diferentes, é sua opinião sobre filhos, amolece esse coração de pedra rapaz rsrs.

    Brincadeiras a parte, estou a espera de mais posts! Bem vindo de volta.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado amigo! Acho que tem muita enrolação na internet, por isso tento ser direto. Sobre filhos, essa é uma decisão tomada a muito tempo, tanto é que sou vasectomizado a 6 anos.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  15. Corey bom dia!

    Sua IF é válida apenas para viver no Brasil , pagando as despesas de uma moradia não tão top ou te permite ir para Portugal, por exemplo?

    Ela te permite viajar pelo mundo, com os gastos sendo cobertos pela renda passiva?

    Se a resposta for sim para poder ir morar em Portugal (parece-me o mais barato do primeiro mundo) e sim para viajar pelo mundo com as despesas já pagas, aí realmente não sei o que está fazendo perdendo tempo aqui. Se a resposta for não, e a IF só lhe permite este estilo de vida atual , o que quer otimizar com minimalismo, talvez tenha que repensar : infortuitos de saúde, velhice, doenças degenerativas, divórcio e etc jogarão tudo pelo ralo.

    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala Guardião!

      Daria sim pra morar em Portugal, até com certa folga considerando que Bia e eu trabalhariamos ao menos um pouco, acontece que não é a hora de emigrar. Aguarde um post futuro.

      Abraço

      Corey

      Excluir
  16. Olá, Corey. Como você está amigo?
    O processo de amadurecimento é assim mesmo. Pode ser em muitos casos dolorosos. Para alguns certos aspectos da vida podem ser mais fáceis de se apreender, para outros nem tanto.
    O que importa é que estejamos constantemente refletindo sobre quem somos e o que queremos. Sobre quais caminhos podem trazer maior satisfação, e o que fazemos e por que estamos fazendo. São perguntas simples, mas se feitas com honestidade (sem medo de nos assustarmos com as respostas), se transformam numa ferramenta extraordinária para termos uma vida melhor.
    Pelo que você escreveu, é exatamente isso que está fazendo, o que ótimo.
    Desejo o melhor para você e a sua companheira, e que esses questionamentos te levem a lugares, que talvez possam ser imprevisíveis num primeiro momento, bons de se estar.
    Um abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grande Soul!

      Sim, sinto que estou amadurecendo a cada dia e acredito que ficar meio perdido faz parte do processo. Obrigado pelas palavras!

      Abraço

      Corey

      Excluir
    2. O senso comum dita que a grande inimiga da verdade é a mentira, mas a grande inimiga da verdade, ao que parece, tem sido a certeza.

      Excluir
  17. Corey, sou grande admirador de seus posts e e de sua historia....
    Principalmente sobre empreendedorismo.... pena nao ser algo que te de tesao...

    Seja bem vindo de volta e seja mais presente... seus posts sao mto bons!!



    Abs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A vida é feita de fases, a fase empreendedor acabou, outra iniciará

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  18. Fala Corey,

    Isto corrobora a minha ideia de desistir de pesquisar sobre franquias ou compra de negocios rumo a falencia para tentar um turn around.

    Depois do que vi o que a justiça trabalhista faz, mesmo nos casos onde o empregador tem a razao, eu desisti de ter empresa com funcionarios.

    Obras ainda da pra continuar por que voce consegue fazer contrato de mao de obra, empreitada, ou seja, sem vinculo empregaticio.

    Tenho uma inveja boa de voce pode fazer este ano sabatico.

    Olha meu caso: Minha renda atual passiva ja me permitiria um ano sabatico sem tirar do meu capital, talvez ate conseguindo reinvestir uma pequena parte, mas, e o medo de dar zebra? De nao conseguir outro emprego que pague o que ganho atualmente? O receio em saber que tem gente que mataria para ter meu cargo e salario, e olha que nem ganho tao bem assim.

    Eu me sinto preso.

    A unica coisa que faço é tentar viver e continuar aportando, torcendo para que um dia eu ache um caminho, pois me sinto um pouco perdido no que tange a IF, como voce disse acima.

    Nao sei se voce pode revelar, nao precisa ser um valor exato, mas em geral qual valor mais ou menos voce considera para dizer que ja atingiu a IF?

    Fiquei surpreso, pensei que voce ainda estava no caminho da IF, mas voce ja chegou la.

    Abraçao

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grande vdc!

      Mesmo quebrando a cara nesse negócio continuo afirmando que flipar empresa pode ser bem lucrativo. Seria demagogia se dissesse ao contrário, afinal foi nisso que ganhei dinheiro. O problema é que precisa de sangue frio, coisa que já não tenho mais.

      Entendo seu caso, é bem complicado... acho que no seu lugar tb não arriscaria. Veja que estou em situação similar q vc no assunto emigração. Tenho vontade, dinheiro e uma excelente ocasião, porém outros motivos me prendem aqui (subjetivos, porém importantes pra mim)

      Quem disser que não se sente perdido e sabe exatamente o que fazer está mentindo, essa é a verdade.

      Tenho uma renda passiva em torno de 5k porém ainda aumentará consideravelmente.

      Abraço

      Corey

      Excluir
  19. essas lojas suas eram de que? pode falar ?

    ResponderExcluir
  20. Trabalhar é sinônimo de perder saúde, seja como empregado ou como empreendedor, não há saída. Se trabalhar fosse bom para a saúde, os enfermos trabalhariam.

    Espero que encontre o seu caminho, todos nós temos que ter uma ocupação, que não é sinônimo de trabalho.

    Abraço!

    DH

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Entendo e concordo com as denominações que vc citou. Todos devemos ter ocupação o que não necessitandnecessariamente é trabalho.

      Excluir
  21. Grande Corey,

    Ainda bem que você voltou a postar. Infelizmente, para nós leitores, a sua fase empreendedora acabou. Mas quero ler os posts de minimalismo e das situações que uma pessoa com IF enfrenta, algo interessante para me basear no futuro ou pelo menos refletir.

    Desejo-te sucesso, cara. E que você consiga encontrar seu caminho.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ainda não sei o contidconteúdo que virá pela frente, mas espero continuar sendo relevante. Obrigado pela força

      Abraço

      Corey

      Excluir
  22. Bom retorno, Corey!

    No aguardo dos próximos posts.

    Cheers!

    ResponderExcluir
  23. Fala Corey!
    Está mais feliz?
    Estou meio cansado de sócios, não sei até quando vai durar, já são quase 20 anos lidando com sócios, acredito que serei mais feliz empreendendo sozinho. Está nos planos.
    Grande abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grande UB!

      Já tive sócio durante em curto período, não me arrependo, aprendi bastante mas a verdade é que sociedade tem tudo pra dar errado. Se vc tem sócios por 20 anos considere-se um afortunado.

      Abraço

      Corey

      Excluir
  24. Corey amigo, já tentou fazer algum teste num clube de futebol? Faça, já pensou vc ser um grande jogador de futebol!

    Se vc tem entre 31-33 ainda dá tempo pra uns anos de carreira. Léo Moura está no grêmio com 38 anos.

    ResponderExcluir
  25. Saudações pelo retorno, Corey.

    Espero que consiga se desprender do que esta segurando vocês no Brasil.

    Abraço!

    ResponderExcluir
  26. Rapaz, melhor ir para a academia 2 vezes por dia. Estudar um 3º idioma, correr na praia diariamente. Essa é a rotina que planejo para depois da minha if.

    Pretendo cursar, Contabilidade ou Administração, algo para poder ser agente de investimentos. Vou investir dinheiro dos clientes e pegar uma porcentagem. Farei o mesmo que faço hoje, mas ganharei um pouco do dinheiro dos outros.

    Existem praias lindas no Brasil, para que ficar numa cidade sem litoral??

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Brother, eu achava a mesma coisa mas na moral, sem trabalho vc fica perdido. Acredito que algumas pessoas se realizariam com essa rotina que vc propôs mas acho que é minoria. Qd criei esse blog eu pensava a mesma coisa: "com tanto livro e série, pq caralhos vou querer trabalhar?", mas mudei drasticamente de opinião.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  27. Hoje sou empreendedor no Brasa. Dois negócios herdados e um que foi empreitada minha.

    Pode parecer arrogância, mas o dinheiro para mim também já não é mais importante. Tenho o padrão de vida ideal para aquilo que julgo ser o ideal.

    Continuo com os empreendimentos, pois tenho nisso uma razão de SER. Emprego gerentes, mas não consigo ficar distante.

    Viajo, conheço lugares, estudo, busco novas experiências. Mas meus negócios são minha vida. Muitas pessoas não entendem isso.
    --------------

    É interessante: passamos a vida lutando para alcançar a IF e quando conquistamos, parece que não estamos preparados para lidar com essa realização.

    Ficamos meio que a deriva, mas logo você vai encontrar seu rumo, e depois vai se perder e se achar novamente...

    ------------

    Quanto ao trabalho:


    O grande Ludwig Von Mises em seu magistral livro Human Action (Ação Humana), escreve:

    "O trabalho só é preferível ao ócio até onde o produto daquele é mais urgentemente desejado do que satisfação gerada por este."

    Segue:

    "O homem, ao considerar o esforço físico, mental ou psicológico do trabalho, avalia não somente se haveria um fim mais desejável para o emprego de suas energias, mas também, e não menos, se não seria mais conveniente e satisfatório abster-se dele."

    A maioria dos homens estará propensa a largar o trabalho no ponto em que não mais considere a sua utilidade como compensação suficiente para o desconforto gerado por ele. Por esse mesmo raciocínio, se houver alguém disposto a pagar para que não façamos nada, o produto do trabalho terá de ser bem mais alto e, consequentemente, compensador, para que nos disponhamos a abandonar o ócio remunerado.

    Suce$$o,
    Foi mal pelo escrito extenso, estava inspirado.

    Continue postando, você traz bons temas e debates a blogosfera.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cara, eu sinto muito por vc: "Mas meus negócios são minha vida.", acho que isso é algo positivo pra vc mas não consigo ver assim, vejo como algo triste. Meus negócios jamais foram a minha vida, meu trabalho jamais foi minha vida. Minha vida é minha família (esposa e cachorro, mais ninguém) e eu mesmo, ou seja, me importo mais com meu conhecimento e saúde que com empresa.

      Concordo sobre ficar perdido qd atingimos a IF, a gente vê que dinheiro é parte da vida e não tudo.

      Grande abraço!

      Corey

      Excluir
  28. Corey, quem sabe agora seja o começo do Corey Investidor, fazendo jus ao nome do blog.

    Lembro de uns anos atrás, você falou que não precisava ter um vasto conhecimento para direcionar seus aportes, pois você estava focado nas empresas.

    Quem sabe agora, que está livre das empresas, você possa se dedicar aos investimentos.

    Estudar empresas, lucros, dívidas, ações, FIIs, RF. Mas digo, estudar se aprofundando mesmo.

    É óbvio que o retorno ao investidor, quase sempre é mais lento do que retorno ao empreendedor, e talvez você acabe sentindo isso. Pois na empresa o retorno é na hora, e nos investimentos, leva anos.

    Mas agora que você já possui uma renda passiva, pode comprar ações de empresas, como o anon falou acima, e deixar os diretores se incomodarem, e ao mesmo tempo pode fazer uns "trades", com carros, imóveis, só comprar e repassar.

    Não precisa de funcionários, cnpj, nada.

    Ao meu ver, é o ideal pra quem já tem IF. Fazer "trades" com carros, imóveis, e investir no longo prazo em ações e FIIs.

    Tem amigos meus que tem o emprego, alguns meio período, tem terrenos e fazem alugueis, e ficam na OLX procurando carros pra comprar e vender. Não tem glamour nenhum, não tem foto na capa de revista, com camisa de polo e sorriso no rosto, é só grana.

    Pra mim, essa é a vida ideal, renda passiva, com capital para trades também.

    Para investir, vou indicar o www.bastter.com, e acho que você já deve até conhecer.

    Posso te passar uns livros em Pdf também se quiser.

    No mais, boa sorte na sua jornada.
    (Também sou minimalista)

    Grande abraço!



    Att,

    Pretorian

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa linha de raciocínio.... pode ser que isso aconteça mas antes tenho q vencer uma barreira: acho chato pra kct estudar sobre investimentos, rsrs (tem um post futuro falando sobre isso, aguarde). Mas como vc disse, tendo mais tempo pode ser que consiga dedicar mais tempo nisso, aliás pode ser uma forma de trabalho. As lojas sugavam muito do meu tempo...

      Os rolinhos de carros e imóveis estão sempre no meu radar, estou fazendo um com carro nesse exato momento.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  29. No começo da minha jornada, eu achava meio chato estudar investimentos. Mas depois eu lembrava das praias, das mulheres. Com isso o estudo ficava bom, maravilhoso.

    Foque nas viagens, imagine pegar lucros de venda de ações e viajar para um endereço bacana. Tudo isso virá com dinheiro da Bolsa.

    ResponderExcluir
  30. Alguns blogueiros atingiram a IF e na maioria dos casos as preocupações do dia a dia não haviam dimunuido muito.
    Um deles era o Pobre Catarrento. Aliás o que aconteceu com o Pobre Catarrento?

    ResponderExcluir
  31. Corey,

    Acompanho seu blog há muito tempo, mas raramente comento. Inclusive foi aqui que conheci a página do Alex (American Uncut) no Youtube - muito bom, por sinal.

    Gostei do último parágrafo: realmente, quando não temos afinidade com alguma coisa/atividade, com o tempo nossa natureza não aguenta. A saúde que o diga...

    Te desejo muita sabedoria e sorte nessa nova fase de sua vida.

    Abraços,

    ResponderExcluir

Os comentários desse blog são moderados, ou seja, passam pelo meu controle antes de serem publicados. Esse é o motivo pelo qual seu comentário não aparecerá logo após você clicar em "Publicar", portanto não precisa postar 2 ou 3 vezes! Posso demorar, mas publicarei e responderei todos os comentários que não contenham trolagens, intrigas, propagandas e baixo nível.