quarta-feira, 22 de junho de 2016

"Como falar com você no futuro" 2016, by Corey

Aproximadamente um ano atrás meu amigo de blogosfera Mr Rover escreveu o seguinte post:

http://projetofreelifestyle.blogspot.com.br/2015/05/como-falar-com-voce-no-futuro.html

Pare a gora mesmo de ler esse blog, clique no link acima e vá lá no blog do Rover pra entender do que se trata. Já sei, não teve paciência, então vou resumir (mas insisto pra você ir lá e entender os detalhes da coisa). Basicamente Rover tinha acabado de assistir um vídeo que ele mesmo gravara um ano antes, um vídeo direcionado a ele mesmo, ou seja, uma mensagem para o futuro. As razões disso são inúmeras: acompanhar o desenvolvimento pessoal, as angústias, os planos, etc. Bem, decidi fazer o mesmo e num dia a noite coloquei a câmera no tripé e gravei um vídeo pra eu mesmo assistir um ano depois, esse tempo passou e acabo de assistir o tal vídeo do qual batizei de "Projeto Rover 2015".

Em primeiro lugar uma curiosidade, não sei quanto a vocês mas eu sinto uma vergonha enorme em me ver em vídeo, puta que pariu, é embaraçoso mesmo comigo só assistindo. O conteúdo do vídeo é extremamente pessoal, a um nível que eu não gostaria que ninguém além de mim assistisse, então não vou entrar em detalhes.

Se eu tivesse que passar uma mensagem sobre a experiência seria: faça! Foi muito legal e ao mesmo tempo preocupante e aliviador. Legal de ver que grande parte das minhas vontades e planos importantes foram realizados, preocupante em ver como eu estava estressado, sobrecarregado e com ódio no coração a um ano atrás. Minha desilusão e insatisfação com o Brasil beirava a insanidade, hoje isso é irrelevante uma vez que simplesmente ignoro toda e qualquer merda que acontece por aqui (essa semana me vi pensando: Quem é o presidente interino? O Moro ou o Temer?), simplesmente aprendi a tocar minha vida sem me preocupar com o que não tenho controle. Quando alguma merda me atinge, simplesmente dou um jeito de me adaptar e sigo em frente. Essa foi a maior mudança que percebi do Corey de um ano atrás pra hoje.

Além disso várias outras coisas mudaram e sinto orgulho por isso, consegui colocar minha vida nos trilhos e isso é muito legal, MAAAASSSSSS, confesso que senti uma pontinha de saudade de algumas coisas que estavam acontecendo no ano passado e não mais estão... Isso me leva a pensar que felicidade plena não existe e que busca-la é uma perda de tempo, devemos aproveitar os momentos felizes que temos e pronto. Estou muito mais tranquilo, sereno e sossegado hoje, mas isso teve um custo que agora começa a aparecer, por enquanto esse custo é baixo mas se chegar num ponto de não ser eu posso mudar (lembra do que sempre digo sobre jamais fazer coisas irreversíveis?).

Boa parte do meu vídeo foi em inglês, eu queria ver como meu inglês estaria em um ano e aqui tenho notícias más e boas. A boa é que eu melhorei muito meu listening, a má é que piorei meu speaking... Hoje sou praticamente fluente (se é que se fala assim) na leitura e tenho pouca dificuldade em entender o inglês falado, mas relaxei na fala e perdi qualidade. Me ver um ano atrás falando inglês me faz achar que eu era fluente!

Uma parte do vídeo foi sobre pessoas, a opinião sobre algumas pessoas presentes em minha vida não mudou, a atitude que tomei em relação a algumas se mostrou positiva.

Bom, farei o vídeo 2016 pra ser visto em 2017 em breve e mais uma vez aconselho que façam o mesmo. É um exercício simples de desenvolvimento pessoal. Agradeço o Rover por essa dica fantástica.

domingo, 12 de junho de 2016

Independência Financeira versão 2016

Muito se fala sobre independência financeira, cada um tem a sua definição e seus porquês para busca-la. Desde a criação do blog eu venho me perguntando qual o sentido de obter a IF, hoje encontrei a melhor definição possível e essa definição não é minha e sim do Gustavo Cerbasi. Os pseudo-pica-das-galaxias-investidores-de-blogosfera costumam odiar o Cerbasi, dizendo que ele é puramente comercial, que faz livros pra ganhar dinheiro em cima de gente sem conhecimento de finanças e blá, blá, blá... (como se fosse errado explorar um nicho de mercado...).

Foi graças ao Cerbasi e seu batido livro "Casais Inteligentes Enriquecem Juntos" que minha ficha caiu e que aprendi que seria possível um dia parar de trabalhar e viver de renda. Ele foi o primeiro que me abriu os olhos pras possibilidades que o dinheiro pode proporcionar. Daí em diante fui atrás de mais conhecimento e nesse meio de tempo surge a blogosfera de finanças. Meu muito obrigado ao Cerbasi.

Aí vai a definição de IF feita pelo Cerbasi da qual assino em baixo:

Enquanto construía minha independência financeira, acreditava que o objetivo principal era poder deixar de trabalhar. Quando a conquistei, gratamente descobri que a grande conquista foi, na verdade, poder trabalhar com o que eu quisesse, com liberdade de escolha. Posso trabalhar mais do que antes, posso também não trabalhar. Minhas escolhas passaram a ser no sentido do que dá mais significado para minha vida. Fiz esse vídeo falando um pouco mais sobre essa conquista. Espero que te ajude a conquistar a sua


Não penso na IF como uma maneira de parar de trabalhar, isso não é saudável, e sim como uma ferramenta de felicidade. Não ter que se preocupar com o fechamento das contas é maravilhoso e poucas pessoas um dia saberão como é essa sensação, fico triste em saber que grande parte das pessoas poderiam se aproveitar disso e não o fazem por pura preguiça e falta de coragem de seguir o caminho contrário da manada. Bom domingo a todos!

Os comentários desse blog são moderados, ou seja, passam pelo meu controle antes de serem publicados. Esse é o motivo pelo qual seu comentário não aparecerá logo após você clicar em "Publicar", portanto não precisa postar 2 ou 3 vezes! Posso demorar, mas publicarei e responderei todos os comentários que não contenham trolagens, intrigas, propagandas e baixo nível.