terça-feira, 24 de maio de 2016

Coisas que Aprendi nos Últimos Tempos

Nos últimos 2 meses estive ausente da blogosfera por diversos motivos, confesso que um deles é a perda de interesse mesmo. Anda acontecendo tanta coisa legal na minha vida que acabei deixando de lado essa válvula de escape que me ajudou a manter a sanidade nos últimos 4 anos. Estou errado em me afastar daqui, eu sei! Não posso simplesmente virar as costas a todos os leitores e amigos virtuais que fiz por aqui, Sei que no meio de um monte de hater tem muita gente que curte ler o que escrevo e que me ajuda com comentários e críticas construtivas. O propósito desse post é retribuir o carinho e ajuda que sempre tive por aqui, quero falar de maneira despretensiosa um pouco das coisas que tenho aprendido nesses meses intensos e dessa maneira criar algo construtivo e com intuito de desenvolvimento pessoal. Vamos lá...

1- Cale a boca. Ficar quieto sobre minhas intensões e planos foi e está sendo uma das melhores coisas que tenho feito. Isso tem me ajudado muito. Já havia comentado isso num post passado (se tiver interesse procure ai).

2- Mude de ideia. Nunca tive vergonha de mudar de ideia, dá pra trás, voltar atrás, dizer que errei, fazer algo diferente do que falei. Foda-se, sou um ser humano, odeio dogmas e crenças, acho que tudo é mutável. Tenho revisto muitos conceitos e pensado de maneira diferente que outrora.

3- Desapegue de bens materiais. Essa é clássica, já repeti inúmeras vezes isso aqui no blog, mas ultimamente tenho levado isso a um novo nível e tem me feito muito bem. Até hoje não sei como fiquei anos morando no meu apê próprio aguentando vizinho maluco por causa que "ele estava do jeito que a gente gostava". Foda-se o guarda-roupa planejado, foda-se a pintura customizada. Um apartamento é um lugar onde você dorme, toma banho, trepa e come. Mais nada. Um guarda-roupas das Casas Bahia ou mesmo uma arara faz o mesmo serviço que o planejado. Nessa linha de raciocínio desapeguei de outras coisas como ter um carro legal (continuo com o meu velinho que me serve muito bem), aliás, eu quase nem preciso de carro hoje dia...

4- Pense positivo. Durante anos eu me blindei com um mindset negativo, eu achava que o que viesse era lucro desde que eu pensasse sempre de maneira negativa. Até me orgulhava disso! Bullshit! Isso é derrota pura, o lance é ser realista mas pensar de maneira positiva. Acredito cada vez mais no poder da atração, faça o bem e terá o bem, pense alto e terá resultados altos...

5- Exerça a bondade. Isso tem a ver com o tópico acima. Seja uma pessoa boa, isso pode ou não ter a ver com caridade, mas vai muito além disso. Ser bom é exercer seu trabalho de maneira mais profissional e ética possível, ser cordial com quem quer que seja, e claro seja honesto.

6- Faça cagadas. Fazer uma merda ou outra, de maneira consciente, pode te trazer muitos benefícios. Fazer algo que você sabe não ser certo mas que não prejudicará ninguém, ser transgressor (novamente, sem prejudicar o outro) pode ser muito válido. Você aprenderá muito com essa cagada e desde que feito "direito" não vai te trazer prejuízos.

7- Dinheiro é foda, mas paz e tranquilidade é mais foda ainda. Dinheiro é bom pra caralho, no fim das contas grana é o que manda. Homem precisa ter dinheiro, esse é nosso diferencial (não estou sendo misógino, para entender mais sobre isso leia meu amigo Rover aqui), portanto trabalhe pra porra e tenha grana, mais que seus pares. Maaaaassssssss...... chega uma hora que não vai mais rolar. Pra ganhar dinheiro você terá que, em 99% dos casos, trabalhar com algo que não lhe dá o mínimo de prazer. Não há nada de errado com isso mas chega uma hora que cansa e esse cansaço vai começar a repercutir no seu coração, na sua barriga e principalmente na sua rola. Você vai ficar fodido de saúde, ninguém aguenta a pressão de ter um trabalho de bosta mesmo ganhando bem. Antes desse momento crucial chegar, se toque e caia fora. Vá fazer algo que você realmente se sinta útil e feliz em fazer. Acredite, isso existe. Durante anos eu jurei que trabalho era uma bosta e que era impossível trabalhar e ser feliz. Engano meu! Felizmente é possível ser feliz profissionalmente. Maaaaassssssss...... isso quase sempre quer dizer um salário de bosta ou simplesmente trabalhar de graça. Novamente No Pain No Gain! Repetindo o que o Rover disse: se for pra trabalhar com o que não gosta que ao menos isso traga dinheiro. Se for trabalhar com um emprego que paga uma miséria, que ao menos te traga prazer profissional. Se prepare pra trabalhar ganhando pouco ou nada, mas faça o que gosta ao menos uma vez na vida e não espere ficar velho pra isso. Fazendo o que gosta você será inevitavelmente e naturalmente um puta profissional, se destacará sem ter que fazer força e isso poderá (ou não) ter recompensas. Você ajudará pessoas porque é isso que bons profissionais fazem e a brisa que ajudar os outros causa é muito legal, vicia.

8- Pare de reclamar. Seguindo a linha do pensamento positivo, PARE DE UMA VEZ POR TODAS DE RECLAMAR, PORRA!!! Tenho certeza que a grande maioria dos meus leitores são privilegiados, possuem uma vida até que razoável. Não estou idolatrando a pobreza, não vou dizer que tem gente mais pobre e mais sofredora que você e mesmo assim é feliz (embora seja verdade). Não estou falando pra você se nivelar por baixo e não ter ambições. Estou falando pra você acordar pra vida, ver o que você tem mas também ver o que os outros semelhantes não tem. A gente da classe média vive numa bolha, sem contato com classes inferiores e superiores. Isso cria a falsa sensação de sermos perdedores quando comparados com outros classe média que possuem um pouquinho a mais. Quando você vê gente mais velha que você, com vidas fodidas (independente do motivo) deve se dar conta que sua vida é ótima e que você tem muito o que agradecer o que de maneira alguma te impede de correr atrás de mais. Ambição faz bem pra alma.

9- Depressão. Se você está numa fase meio bad é muito provável que você esteja deprimido. Se você for homem (maioria do meu público) é provável que você não assuma isso e diga que é frescura. Passei por isso e sei como é. Brother, se você não procurar ajuda e principalmente, se você não se ajudar, você vai ficar fodidão. Se você decidir procurar ajuda mesmo assim você pode e provavelmente irá se foder. Por quê? Ora bolas, se você procurar um clínico geral ele vai te indicar pra um psiquiatra. Ok, nada de errado com isso, lembre-se que você está de cabeça aberta e não vai ficar de mi mi mi dizendo que psiquiatra é "médico de louco". Acontece que o psiquiatra vai tratar sua depressão com medicamento o que pode ser muito bom pra você, mas lembre-se, ele estará tratando os sintomas, as causas continuarão lá. Você tá deprê por causa do trabalho bosta? Você vai continuar no trabalho bosta mas feliz devido ao uso dos remédios. Entendeu ou quer que eu desenhe?  A solução está contigo mesmo, pare pra pensar o que está te deixando down, tome uma atitude e mude saporra.

10- Vítima é a cabeça da minha rola. Seguindo o raciocínio do "pare de reclamar" eu incluo o "pare de se fazer de vítima". É preto, pobre, mulher, viado, gago, manco de uma perna? Foda-se mermão, vai pra cima, o sol nasceu pra todos, aprenda a lidar com suas dificuldades e diferenças, aceite isso e trabalhe.

Bom, é isso. O texto foi escrito sem pausas, não vou revisar e já vou publicar. Qualquer cagada me avisem aí. Tentarei liberar e responder os comentários o mais rápido possível, Obrigado a todos que estiveram por aqui na minha ausência. Não sei quando sai texto novo. Abraço!
Os comentários desse blog são moderados, ou seja, passam pelo meu controle antes de serem publicados. Esse é o motivo pelo qual seu comentário não aparecerá logo após você clicar em "Publicar", portanto não precisa postar 2 ou 3 vezes! Posso demorar, mas publicarei e responderei todos os comentários que não contenham trolagens, intrigas, propagandas e baixo nível.